Busca avançada
Ano de início
Entree

Degradação de resíduos gerados na determinação de atividade antioxidante pelo método de DPPH

Processo: 18/23384-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Wanessa Melchert Mattos
Beneficiário:Kethlin Flora Curiel
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/26725-8 - Ozonização no tratamento de águas residuais urbanas visando a eliminação de poluentes emergentes, BE.EP.IC
Assunto(s):Química verde   Degradação de resíduos químicos   Resíduos laboratoriais

Resumo

As análises realizadas em laboratórios e indústrias geram grande quantidade de resíduos tóxicos e não tóxicos que agridem o meio ambiente dependendo da maneira que forem descartados. Dentre as análises mais realizadas em alimentos, tem-se a determinação da atividade antioxidante, geralmente pelo método de sequestro de radicais por DPPH. Após realizar a análise obtém um resíduo tóxico, que não é facilmente descartado. O presente projeto tem como objetivo degradar o resíduo gerado nas análises de determinação da atividade antioxidante de alimentos. Para isto, serão avaliados diferentes métodos de degradação desse resíduo em um composto mais aceitável ambientalmente e consequentemente, possa ser descartado mais facilmente.