Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigar a relação entre pH e marcadores metabólicos ósseos durante um teste ergométrico prolongado, intercalado com sprints de alta intensidade

Processo: 19/27758-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Convênio/Acordo: CONFAP ; Newton Fund, com FAPESP como instituição parceira no Brasil ; UK Academies
Pesquisador responsável:Eimear Bernadette Dolan
Beneficiário:Nathália Saffioti Rezende
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/05616-6 - A resposta óssea ao exercício: um programa de pesquisa translacional explorando aspectos clínicos e mecanísticos, AP.JP
Assunto(s):Exercício físico   Osso e ossos   Metabolismo ósseo   Concentração de íons de hidrogênio   Acidose

Resumo

O exercício é um meio importante para otimizar o acúmulo e a manutenção óssea ao longo da vida e para gerenciar ou tratar condições que causam perda ou enfraquecimento ósseo. Além disso, o uso de diferentes tipos e intensidades de exercício oferece oportunidades únicas para investigar a resposta óssea a vários sinais metabólicos e mecânicos, fornecendo assim um modelo in vivo para estudar a fisiologia óssea. Apesar da importância do exercício como modelo para entender a fisiologia óssea básica, e como uma estratégia para melhorar a saúde óssea, pouco se sabe sobre as vias que medeiam a resposta óssea ao exercício, nem dos fatores que modulam essa resposta. Assim, a capacidade de desenvolver e administrar programas de exercícios terapêuticos específicos e eficazes é limitada. O programa de pesquisa proposto situa-se na interface crucial entre a ciência básica e aplicada e aborda importantes lacunas do conhecimento nesta área de pesquisa. Conforme recomendado pelo Conselho de Pesquisa Médica do Reino Unido as investigações originais, serão precedidas por uma meta-análise estatística, com todos os dados disponíveis sobre a resposta metabólica do osso ao exercício (Estudo 1). A progressão do conhecimento nesta área essencialmente clínica é impedida por uma incompleta compreensão dos dados atuais, e isto é devido, principalmente, à grande heterogeneidade no desenho e na qualidade dos estudos. A meta análise proposta, rigorosamente projetada, combinará dados de alta qualidade usando modelagem multinível baseada em princípios Bayesianos, e assegurará que o programa de pesquisa proposto esteja fundamentado nas evidências disponíveis mais atualizadas e de melhor qualidade. O foco para o programa de pesquisa proposto é um estudo randomizado controlado (ERC) clínico (Estudo 2), que irá investigar as influências independentes e combinadas do treinamento físico e da suplementação proteica no osso em um grupo de pacientes com prescrição de alta dose de terapia de glicocorticoide (TCG). Este grupo é altamente suscetível a perda óssea e fratura, porém o potencial do exercício para proteger o osso, quando administrado como terapia adjunta ao TCG, nunca foi examinado. Dentro deste estudo, investigaremos importantes desfechos clínicos (incluindo massa e micro-arquitetura óssea, juntamente com a condição física). Para prover rigor científico adicional, também usaremos biomarcadores e biópsias ósseas para obter uma visão mecanicista mais aprofundada sobre os resultados clínicos obtidos. Este ensaio clínico será complementado por vários estudos mecanístico in vivo baseado em ensaios laboratoriais, nos quais examinaremos a resposta metabólica do osso à acidose (estudo 3) e ao tipo de exercício (estudo 4). Além disso, examinaremos como os importantes fatores nutricionais - disponibilidade de energia e ingestão de proteínas - modulam a resposta óssea ao exercício (Estudo 5). Há uma necessidade crucial de entender melhor os fatores específicos que regulam a resposta óssea ao exercício, para garantir que as intervenções e recomendações de intervenção no estilo de vida sejam eficazes e adequadas ao objetivo. Coletivamente, este ambicioso, inovador e abrangente programa de pesquisa fornecerá conhecimentos exclusivos sobre a complexa relação entre exercício e osso, juntamente com os fatores modificáveis que medeiam essa resposta. É importante ressaltar que os dados obtidos, além de suas inúmeras aplicações clínicas e terapêuticas diretas, fornecerão uma base sobre a qual um extenso programa de pesquisa em andamento poderá ser construído. Em consonância com os objetivos do programa Jovem Pesquisador, estamos confiantes de que a atual proposta possui todos os requisitos necessários para desenvolver uma linha de pesquisa e um grupo inovador e impactante, que servirá como um centro de excelência internacionalmente reconhecido para pesquisas que investigam o osso, a resposta ao exercício e à nutrição, juntamente com as aplicações clínicas desta abordagem. (AU)