Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de aplicativo móvel para o autogerenciamento da funcionalidade em pacientes com lombalgia

Processo: 19/24304-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Paulo Roberto Veiga Quemelo
Beneficiário:Kyannie Risame Ueda da Mata
Instituição-sede: Campus Ipiranga. Centro Universitário São Camilo (CUSP). União Social Camiliana (USC). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fisioterapia   Aplicativos móveis   Tecnologia assistiva   Dor lombar   Inquéritos e questionários   Estudos de intervenção   Ensaio clínico controlado aleatório

Resumo

Modelos de intervenção, como o uso do mHealth (mobile health) via aplicativos (APP) vem ganhando espaço, devido a popularização e expansão do uso de telefones celulares, o que pode ser uma ferramenta para o autogerenciamento da saúde dos pacientes com lombalgia. Objetivos: Desenvolver e avaliar a influência de um programa de exercícios via APP na funcionalidade, no quadro de dor e na qualidade de vida de pacientes com lombalgia. Métodos: Trata-se de um ensaio clínico controlado e randomizado composto por 120 pacientes com diagnóstico de lombalgia. Os pacientes serão divididos em 2 grupos: grupo controle (n=60) e grupo intervenção (n=60). O grupo intervenção receberá, através de um APP, orientações para realização de exercícios específicos de fortalecimento e alongamento. O grupo controle não receberá nenhum tipo de intervenção. Os participantes serão avaliados para os seguintes critérios: sintomas de dor pela Escala Visual Analógica, funcionalidade pelo questionário Oswestry Disability Index, flexibilidade muscular pelo teste de banco de Wells, equilíbrio pela escala de equilíbrio de Berg e qualidade de vida pelo questionário EQ-5D. Os dados passarão por análise para obtenção da média, desvio padrão, valor absoluto e relativo das variáveis coletadas e análise inferencial com a utilização do programa GraphPad Prism 5.0. Serão aplicados os testes T pareado ou Mann-Whitney dependendo da distribuição da amostra. O nível de significância adotado para todos os testes será de p<0,05. (AU)