Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção e caracterização molecular de Ehrlichia spp. e Anaplasma spp. em felinos domiciliados e errantes em Minas Gerais

Processo: 19/26109-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Marcos Rogério André
Beneficiário:Lara Cristina de Melo Lopes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia   Diversidade genética   Felinos (criação)   Ehrlichia   Anaplasma   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Caracterização molecular   Minas Gerais

Resumo

Ehrlichia spp. e Anaplasma spp. são ±-proteobactérias Gram-negativas intracelulares obrigatórias pertencentes à família Anaplasmaceae e Ordem Rickettsiales. Tais agentes são responsáveis por doenças infecto-contagiosas transmitidas pela picada de carrapatos. Embora a erliquiose e anaplasmose em cães seja bem estudada, pouco se conhece sobre sua ocorrência em gatos, visto que estes mostram-se menos infestados por carrapatos. Ambas as enfermidades são caracterizadas por sinais clínicos inespecíficos, tais como anemia, trombocitopenia, caquexia, febre, entre outros. O presente estudo tem como objetivo investigar a ocorrência molecular de Ehrlichia spp. e Anaplasma spp. em amostras de sangue de gatos domésticos e errantes amostrados no estado de Minas Gerais, mais especificamente nas regiões de Uberlândia e Araguari, sudeste do Brasil. Para tal, 155 amostras sanguíneas de felinos (67 de Araguari e 88 de Uberlândia) serão submetidas à extração de DNA e ensaios de PCR convencional de triagem para Anaplasma spp. e Ehrlichia spp. baseados nos genes 16S rRNA e dsb, respectivamente. Posteriormente, as amostras positivas serão submetidas a ensaios de cPCR adicionais baseados nos genes sodB, omp-1, gltA e região intergênica ITS para caracterização molecular. As amostras positivas serão purificadas e sequenciadas pelo método de Sanger. As sequências obtidas serão submetidas a inferências filogenéticas para posicionamento das mesmas dentro de um parentesco evolutivo com espécies de Ehrlichia sp. e Anaplasma sp. detectadas em animais domésticos e selvagens no Brasil e outras partes do mundo. O presente trabalho contribuirá para o entendimento da ocorrência e diversidade genética de Ehrlichia spp. e Anaplasma spp. circulantes em felinos domésticos no Brasil. (AU)