Busca avançada
Ano de início
Entree

Tramas tecidas de plumas: fontes sobre as artes plumárias no contexto dos intercâmbios culturais entre Europa e América (séc. XVI-XVIII)

Processo: 19/26697-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Renata Maria de Almeida Martins
Beneficiário:Giovanna Flameschi Angeloni
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História da arte   Arte plumária   Cultura material   Intercâmbio cultural   Período Colonial (1500-1822)   Historiografia   Europa   Américas

Resumo

Este projeto de Iniciação científica pretende investigar o uso material e simbólico da plumária ameríndia no Brasil entre os séculos XVI-XVIII. Inserido em um panorama teórico-metodológico da historiografia decolonial, será realizada a sistematização de uma documentação específica que registre a utilização da plumária, facilitando, através desta categoria de objetos, um melhor olhar da cultura ameríndia brasileira através de suas categorias próprias, especificidades e significados. Tendo em vista as conexões estabelecidas com a sociedade europeia e as culturas indígenas, é necessário também entender a forma com que dialogavam. Nesse sentido, a cultura ameríndia é colocada no centro do debate, estabelecendo novas configurações, encontros e choques culturais - que se afirmavam ou eram apagados - por meio de permanências e rupturas nessa nova sociedade colonial. Desta maneira, o volume de objetos espoliados, de uma vasta e diversa sociedade ameríndia - e que se encontra hoje espalhado em diversos museus e acervos europeus - são exemplos palpáveis desses intensos encontros. A plumária é, portanto, um meio utilitário e simbólico, repleta de significados interiores à cultura ameríndia e que, por ser intensamente referenciada nas crônicas e efusivamente representada na iconografia, pode ser útil para demonstrar tanto o contato entre camadas sociais diferentes, como também para ressaltar a importância da cultura indígena brasileira nas trocas, tramas, e conexões, em escala local e global.