Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização estrutural preliminar e triagem de fragmentos para domínios transpeptidase e transglicosilase da proteína PonA1 de micobactérias

Processo: 20/07197-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2020
Vigência (Término): 24 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Marcio Vinicius Bertacine Dias
Beneficiário:Paula da Silva Canôas
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia estrutural   Tuberculose   Anti-infecciosos   Parede celular   Triagem   Mycobacterium tuberculosis   Etiologia   Caracterização estrutural

Resumo

Tuberculose (TB), doença infecciosa causada pelo microrganismo Mycobacterium tuberculosis, é a principal causa de morte por um único agente infeccioso no mundo. A dependência de um esquema de administração extenso para a efetividade dos quimioterápicos utilizados atualmente dificulta a adesão ao tratamento, acarretando na emergência de cepas multirresistentes. Isso cria uma necessidade de busca por novos alvos para fármacos avançando no tratamento da doença. A importância da síntese da parede celular na patogênese da doença abre um leque de possíveis alvos, dentre os quais a proteína PonA1, responsável pela síntese de proteoglicanas para a parede celular, se mostrou promissora, pois a depleção do gene ponA1 foi capaz de impedir a disseminação do patógeno em camundongos. Devido à dificuldade em obter a proteína em sua forma solúvel, constatada por estudos anteriores do laboratório, torna-se interessante a determinação da estrutura de proteínas ortólogas, uma vez que estas apresentam sequências conservadas, e consequentemente devem apresentar também uma estrutura similar. Assim, este projeto visa produzir conhecimento acerca da estrutura da proteína PonA1 e seus ortólogos em M. thermoresistibile e M. smegmatis. Para isso, as regiões codificadoras dos genes serão amplificados e clonados em vetores de expressão, que serão introduzidos em células competentes para produção da enzima. A proteína será purificada por afinidade e exclusão molecular e será submetida a testes de cristalização e a triagem de uma biblioteca in house de moléculas. Com esse projeto, esperamos obter importantes resultados que contribuam para o entendimento da estrutura da PonA1 e também na identificação de novos possíveis inibidores.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)