Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito crônico e agudo do uso da mesa de altura ajustável como uma estratégia para redução do comportamento sedentário em trabalhadores administrativos

Processo: 19/25140-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Beatriz de Oliveira
Beneficiário:Luiz Augusto Brusaca de Azevedo Laureano da Silva
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Postura sentada   Sedentarismo   Atividade física   Fatores de risco   Sistema musculoesquelético   Sobrepeso   Obesidade

Resumo

Trabalhadores de escritório permanecem a maior parte do tempo na posição sentada. Esse comportamento sedentário é considerado um importante fator de risco para o sistema musculoesquelético, físico e psicossocial, além de aumentar o risco de doenças crônicas. Mesas de altura ajustável com sistema de controle de alerta e intervenções multicomponentes têm sido proposta como uma forma positiva para prevenção desses fatores de risco. Porém, essas intervenções não mostraram consistência a médio e longo prazo, quando aplicadas de maneira isoladas. Além disso, sabe-se que esse tipo de intervenção pode alterar favoravelmente variáveis do sistema cardiovascular, contudo, pouco se sabe como ocorre o controle autonômico cardiovascular de indivíduos que fazem o uso da mesa. Para responder essas limitações, um estudo de intervenção e outro de laboratório são propostos nesse projeto. O Estudo I investigará se a utilização da mesa de altura ajustável associada a um sistema de controle de alerta com tempo predefinido para permanecer na posição sentada (40 min.) e em pé (20 min.) em conjunto com uma abordagem personalizada durante seis meses pode promover alterações no nível geral de atividade física e afetar, de maneira positiva, a saúde musculoesquelética, física e psicossocial de trabalhadores administrativos com sobrepeso/obesidade. Quarenta e cinto trabalhadores farão parte desse estudo, divididos em três grupos: intervenção (GI; mesa ajustável, sistema de controle e abordagem personalizada), comparação (GIC; mesa ajustável e sistema de controle) e controle (GC; mesa tradicional). A avaliação do nível de atividade física será realizada por meio de acelerômetros e a avaliação dos sintomas musculoesqueléticos, fatores físicos e psicossociais por meio de questionários. As avaliações acontecerão uma semana antes da intervenção, no terceiro e no sexto mês. Os dados dos acelerômetros serão processados em software específico e analisados por meio da Análise Composicional dos Dados (CoDa) que permitirá realizar uma estatística descritiva dos dados, bem como aplicação do teste de variância (ANOVA) de modelo misto. Adicionalmente, um modelo de substituição isotemporal calculado com os dados da primeira avaliação será aplicado. Os dados dos questionários serão analisados por meio de um Modelo Misto Multinível. O objetivo do Estudo II será avaliar e caracterizar como ocorre o controle autonômico cardiovascular (Variabilidade da Frequência Cardíaca [VFC], Variabilidade da Pressão Arterial [VPA] e Sensibilidade Barorreflexa [SBR]) de indivíduos com peso normal que fazem o uso da mesa de altura ajustável comparando com a posição sentada. Será um estudo de laboratório cruzado controlado, composto por quarenta e nove indivíduos com peso normal. Os voluntários experimentarão duas condições com 3 horas de duração cada: (a) posição sentada (mesa na posição padrão); (b) alternando a posição sentada e em pé (40/20 min.). A sequência das condições será randomizada, e terá um período de wash-out de 2 a 10 dias entre elas. Antes e depois de cada condição experimental será realizado a manobra postural ativa e manobra para acentuar a Arritmia Sinusal Respiratória (ASR), onde será registrado dados de eletrocardiograma, movimentos respiratórios e pressão arterial. Sequências estáveis de 256 pontos serão escolhidas nas series temporais do período cardíaco, Pressão Arterial Sistólica (PAS) e do movimento respiratório. A partir dessas series temporais será calculado os índices de VFC, VPAS e SBR no domínio do tempo e da frequência. E os índices da ASR no domínio do tempo. Os dados serão analisados por meio da ANOVA de modelo misto. A caracterização do efeito agudo do uso da mesa no controle autonômico cardíaco, e o efeito crônico da intervenção longitudinal no nível geral de atividade física e demais variáveis de exposição poderá auxiliar profissionais da saúde na escolha dessa ferramenta como intervenção em trabalhadores administrativos com ou sem sobrepeso/obesidade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BRUSACA, LUIZ AUGUSTO; BARBIERI, DECHRISTIAN FRANCA; MATHIASSEN, SVEND ERIK; HOLTERMANN, ANDREAS; OLIVEIRA, ANA BEATRIZ. Physical Behaviours in Brazilian Office Workers Working from Home during the COVID-19 Pandemic, Compared to before the Pandemic: A Compositional Data Analysis. INTERNATIONAL JOURNAL OF ENVIRONMENTAL RESEARCH AND PUBLIC HEALTH, v. 18, n. 12 JUN 2021. Citações Web of Science: 0.
BRUSACA, LUIZ AUGUSTO; BARBIERI, DECHRISTIAN FRANCA; BELTRAME, THOMAS; MILAN-MATTOS, JULIANA CRISTINA; CATAI, APARECIDA MARIA; OLIVEIRA, ANA BEATRIZ. Cardiac autonomic responses to different tasks in office workers with access to a sit-stand table - a study in real work setting. ERGONOMICS, v. 64, n. 3, p. 354-365, MAR 4 2021. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.