Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise quantitativa de partículas microplásticas no sistema digestório de operárias campeiras de Scaptotrigona postica (Hymenoptera: Apidae)

Processo: 20/10716-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Fábio Camargo Abdalla
Beneficiário:Luccas de Almeida Santos
Instituição-sede: Centro de Ciências Humanas e Biológicas (CCHB). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema digestório   Microplásticos   Monitoramento biológico   Scaptotrigona postica   Xenobiótico   Hymenoptera   Apidae   Microscopia   Análise quantitativa

Resumo

Os microplásticos são contaminantes emergentes e estão presentes nos ecossistemas marinhos e terrestres. Assim como o plástico não particulado, o microplástico pode trazer diversos problemas ao meio ambiente, carreando e liberando substâncias tóxicas aos animais, como o bisfenol A e outros toxicantes orgânicos que podem ser adsorvidos aos microplásticos (poluentes orgânicos persistentes - POPs). Apesar das abelhas serem organismos terrestres, elas são bioindicadores da poluição de águas continentais e das mais diversas paisagens geobotânicas, uma vez que são os principais polinizadores das plantas fanerógamas. Por terem estas características, estão sujeitas à intoxicação de diversos xenobióticos, seja por contato ou ingestão direta, o que as fazem ser gravemente ameaçadas de extinção no mundo todo. Apesar da importância toxicológica dos microplásticos em sistemas de corpos d'água dulcícolas, não há estudos sobre a sua presença no sistema digestório das abelhas. Portanto, propõe-se a análise da presença de microplásticos no sistema digestório de operárias campeiras de Scaptotrigona postica. O estudo será feito a partir da coleta de 60 abelhas em campo, para dissecção e digestão dos seus sistemas digestórios em solução de KOH e H2O2. As soluções resultantes da digestão do sistema digestório serão utilizadas para análise quantitativa, em câmara de Neubauer, de microplásticos por mm3. Análises qualitativas (polaridade e hidrofobia) serão realizadas, através de microscópio de fluorescência com filtro de espectro de luz verde, onde as soluções serão coradas com vermelho de Nilo e os índices de fluorescência, R = (G+B)/R, calculados. Serão utilizados como controle a água Milli-Q utilizada no experimento e nas soluções de digestão e de coloração, antes de serem utilizadas, para se ter certeza que não houve contaminação da amostra. É importante salientar que este é o primeiro estudo que propõe tal investigação e metodologia em abelhas na literatura vigente, portanto o ineditismo do projeto pode trazer grandes impactos na área de ecotoxicologia em abelhas.