Busca avançada
Ano de início
Entree

Datificando a menstruação: embates entre o autoconhecimento e consentimento na internet

Processo: 20/03865-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Heloisa Buarque de Almeida
Beneficiário:Nicole Cristine Baumgarten
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Menstruação   Ciclo menstrual   Fertilidade   Consciência corporal   Meios de comunicação   Tecnologia   Aplicativos móveis   Segurança de redes

Resumo

Essa pesquisa visa refletir sobre os usos e efeitos sociais do aplicativo de monitoramento de menstruação Clue. Esta tecnologia, presente em smartphones, coleta dados sobre o ciclo menstrual permitindo que usuários o utilizem para prever o período fértil e a data futuras menstruações. O estudo irá articular as categorias gênero, corpo e tecnologia, a partir dos eixos: a) a compreensão de corpo que um menstruapp pode causar entre pessoas que menstruam, modulando a experiência de corpo; b) o funcionamento dessa tecnologia funciona e c) os embates e disputas por significados entre militantes de segurança digital, movimentos feministas, pessoas que utilizam o aplicativo e discursos presentes no próprio aplicativo. O objetivo é compreender ambivalências presentes neste universo, desde questões sobre os usos de dados sensíveis e segurança digital até as possíveis concepções de corpo imbricadas por esta mídia. Nesse sentido, a pesquisa procura entender as fronteiras de conceitos como autoconhecimento e consentimento no contexto de internet reivindicado por movimentos feministas e que são centrais nesta discussão. (AU)