Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização dos mecanismos de sinalização intracelular estimulados pelo lipídio Maresina-2 em hepatócitos

Processo: 21/01608-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2021
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Luiz Osório Silveira Leiria
Beneficiário:Gabrielle Adriani Melo Marcelino
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/08264-8 - Estudo dos mecanismos de intercomunicação entre tecido adiposo marrom e fígado com impacto na regulação da lipogênese hepática e produção endógena de glicose, AP.JP
Assunto(s):Metabolismo   Hepatócitos   Bioenergética   Fígado gorduroso   Oxidação   Peptídeos e proteínas de sinalização intercelular   Técnicas in vitro

Resumo

Conforme demonstrado no plano de pesquisa, metabólitos lipídicos de ômega-3 modulam a função hepática ao reduzir a lipogênese no fígado e a produção de glicose. Os dados apresentados também sugerem que a supressão da enzima estearoil desaturase 1 (Scd1) é um possível mecanismo antilipogênico destes lipídios. O aumento da atividade de Scd1 leva ao aumento de níveis de ácidos graxos monoinsaturados (MUFAs) o que culmina em uma elevação da síntese de triacilgliceróis (TAG) e esteatose hepática. Em estudos preliminares, foi demonstrado que metabólitos de ômega-3 são capazes de reduzir a expressão de Scd1 em camundongos obesos, reproduzindo os efeitos do frio no fígado. Maresina-2 é um metabólito de ômega-3 sintetizado pelo tecido adiposo marrom (TAM) em condições de exposição ao frio. Nossa hipótese é de que a Maresina-2 sirva como um lipídio mensageiro no crosstalk entre TAM e fígado, sendo capaz de reduzir a de novo lipogênese e por consequência, a esteatose hepática. O objetivo deste trabalho é investigar se a Maresina-2 é capaz de suprimir a lipogênese hepática e a produção de glicose em hepatócitos in vitro ao reduzir a expressão e atividade de Scd1. Para tanto, realizaremos estudos em cultura de hepatócitos in vitro onde avaliaremos a capacidade da Maresina-2 em reduzir a expressão de genes lipogênicos e gliconeogenicos e aumentar a expressão de genes relacionados a beta-oxidação, assim como avaliaremos os efeitos sobre os parâmetros bioenergéticos destas células. Também investigaremos se o pré-tratamento com esse lipídio é capaz de reduzir o acúmulo de gordura em hepatócitos e a produção de glicose. Ainda, deletaremos os genes que codificam a expressão de enzimas que estão potencialmente mediando a ação antilipogênica e antigliconeogênica do lipídio, como a Scd1, com o objetivo de compreender o mecanismo de ação da Maresina-2.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)