Busca avançada
Ano de início
Entree

Facilitadores e barreiras à adesão a um programa de exercícios físicos para gestantes por meio da telefisioterapia: um estudo qualitativo observacional

Processo: 21/06300-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2021
Vigência (Término): 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Carolina Sartorato Beleza
Beneficiário:Carolina Mathias
Instituição Sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Telerreabilitação   Telemonitoramento   Exercício físico   Saúde da mulher   Gravidez   Adesão   Isolamento social   Pandemias   COVID-19
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:adesão | Exercício | gestação | Telefisioterapia | Saúde da Mulher

Resumo

As gestantes são consideradas grupo de risco no contexto da pandemia de COVID-19 fato que implicou no afastamento desse grupo de mulheres de suas atividades ocupacionais, dos serviços de saúde e potencializou o sedentarismo entre as gestantes, representando um importante fator de risco à saúde dessas mulheres. O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional regulamentou a teleconsulta, telemonitoramento, permitindo que o fisioterapeuta preste assistência não presencial, como alternativa para o atendimento de gestantes em isolamento social. Contudo, apesar da importância da telefisioterapia, o seu caráter recente no Brasil e aspectos socioculturais podem comprometer a adesão e efetividade das intervenções aplicadas de forma remota. Objetivos: Identificar as percepções de gestantes participantes de um grupo de exercícios de preparação para o parto em relação aos principais facilitadores e às barreiras à sua adesão a um grupo de exercícios físicos na modalidade de telefisioterapia. Material e Métodos: Trata-se de um estudo retrospectivo e observacional, com abordagem qualitativa e quantitativa do qual participarão gestantes que fizeram parte de um Grupo de Orientação de Exercícios Físicos Online. As participantes irão responder inicialmente um formulário on-line com dados sociodemográficos e histórico obstétrico, seguida da realização de uma entrevista semi-estruturada com perguntas a respeito do teleatendimento, bem como por dados quantitativos de interesse. Para análise dos dados será realizada estatística descritiva das variáveis quantitativas. Para analisar a entrevista será utilizado o método do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados Esperados: Espera-se com esse estudo conhecer os facilitadores e barreiras do teleatendimento de gestantes e sistematizar um protocolo de exercícios físicos online seguro e eficaz para esse grupo. Espera-se, com isso, contribuir para a prática clínica de fisioterapeutas e outros profissionais de saúde, orientando-os na construção de grupos de telessaúde com maior potencial de adesão. Para além da pandemia, os resultados desse trabalho poderão abranger futuramente as gestantes que não tenham fácil acesso a locais onde possam executar algum tipo de exercício físico, seja por falta de um lugar adequado para a prática, restrições na locomoção ou até mesmo situações de risco ou violência. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)