Busca avançada
Ano de início
Entree

Respostas fisiológicas e espectrais da cana-de-açúcar sob estresses biótico (Sphenophorus levis [Coleoptera: Curculionidae]) e abiótico (restrição hídrica)

Processo: 21/09645-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2022
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Odair Aparecido Fernandes
Beneficiário:João Rafael Silva Soares
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Empresa Sede:Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)
Vinculado ao auxílio:17/25258-1 - Centro de Pesquisa em Engenharia - Fitossanidade em Cana de Açúcar, AP.PCPE
Assunto(s):Manejo integrado de pragas   Agricultura de precisão   Sensoriamento remoto   Estresse abiótico   Cana-de-açúcar   Interação planta-inseto   Bicudo da cana-de-açúcar   Escassez de água
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Agricultura de precisão | Amostragem | estressores | Interação Inseto-Planta | Manejo integrado de pragas | Sensoriamento Remoto | Manejo Integrado de Pragas

Resumo

A cana-de-açúcar está exposta a uma diversidade de agentes estressores que limitam maiores produtividades. No agroecossistema canavieiro estes estresses podem atuar individualmente, porém também podem ocorrer de forma simultânea durante o desenvolvimento das plantas. A maior parte de estudos que avaliam o impacto destes estresses geralmente desconsideram tais interações. Neste sentido, a proposta deste projeto é determinar a resposta de plantas de cana-de-açúcar sob estresse do ataque do Bicudo da Cana Sphenophorus levis (Coleoptera: Curculionidade) e de restrição hídrica. Para tanto, serão realizadas infestações com diferentes níveis de densidades de S. levis em plantas submetidas a diferentes regimes hídricos. Biomoléculas como prolina, malondialdeído (MDA), peróxido de hidrogênio (H2O2), bem como as atividades da Ascorbato Peroxidade (APX), Catalase (CAT), Superóxido Dismutase (SOD), que normalmente estão associados ao estresse vegetal serão avaliadas. Simultaneamente serão analisados a taxa de fotossíntese, a condutância estomática, a concentração intercelular de CO2, a taxa de transpiração, o déficit de pressão de vapor, a temperatura da folha e a reflectância espectral das plantas durante todo o período de ocorrência da praga e estresse hídrico. Múltiplos voos com uma Aeronave Remotamente Pilotada (RPA) portando câmera multiespectral serão realizados para a captura de imagens aéreas. A partir das informações coletadas serão empregados algoritmos de aprendizado de máquina para distinção destes estresses e uma melhor compreensão da resposta da cana-de-açúcar ao ataque de S. levis e déficit hídrico. Estas informações constituem base para compreender como a interação destes agentes estressores atuam na cana-de-açúcar isolada e simultaneamente, bem como permitir a elaboração de novas estratégias de avaliação dos agentes estressores utilizando ferramentas de sensoriamento remoto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)