Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação de resíduos agroindustriais na formulação de revestimentos ativos de quitosana e gelatina: valorização de extratos de romã e casca de amêndoa como fontes de compostos fenólicos

Processo: 22/04977-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 10 de outubro de 2022
Vigência (Término): 09 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Stanislau Bogusz Junior
Beneficiário:Mirella Romanelli Vicente Bertolo
Supervisor: Alyson Mitchell
Instituição Sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of California, Davis (UC Davis), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:19/18748-8 - Composição química de morangos recobertos com biofilmes a base de extratos de casca de romã, quitosana e gelatina, BP.DD
Assunto(s):Filmes comestíveis   Biopolímeros   Quitosana   Gelatina   Compostos fenólicos   Composição química   Resíduos agroindustriais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biofilme comestível | composição química | Extrato de amendoas | Extrato de casca de romã | Química Analítica | Quitosana e gelatina | Química Analítica

Resumo

Revestimentos comestíveis são membranas ou filmes formados por biopolímeros, que visam reduzir as taxas de transpiração e respiração dos frutos. O uso desses biorevestimentos pode prolongar a vida útil dos alimentos preservando suas características sensoriais. A quitosana e a gelatina são dois polímeros naturais que se destacam na área, pela não toxicidade, biodegradabilidade e facilidade de formação de filme. As propriedades ativas de seus revestimentos, como antioxidante e antimicrobiano, podem ser melhoradas pela inclusão de extratos vegetais, ricos em compostos bioativos como compostos fenólicos e flavonóides. Outra vantagem trazida pelo emprego desses extratos é o reaproveitamento de resíduos agroindustriais em uma aplicação de valor agregado. O objetivo deste projeto é avaliar os efeitos da combinação de dois extratos de resíduos agroindustriais, casca de romã e casca de amêndoa, para melhorar as propriedades ativas de revestimentos à base de quitosana e gelatina. Extratos de casca de romã e casca de amêndoa serão obtidos por extração assistida por ultrassom otimizada, e as composições químicas dos extratos serão determinadas por HPLC-MS/MS. Os extratos obtidos serão aplicados em revestimentos à base de quitosana e gelatina, individualmente e associados, e os materiais terão suas propriedades ativas determinadas, como seu conteúdo fenólico total e suas atividades antioxidantes contra radicais ABTS e DPPH. Por fim, os biopolímeros serão usados para revestir morangos para prolongar a vida útil e melhorar a qualidade microbiológica dos frutos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)