Busca avançada
Ano de início
Entree

Estimativas de perdas florestais com sensoriamento remoto e drone multiespectral em paisagens zoonóticas sob efeito de desmatamento na Amazônia

Processo: 23/08053-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2023
Vigência (Término): 30 de novembro de 2027
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Gabriel Zorello Laporta
Beneficiário:Roberto Cardoso Ilacqua
Instituição Sede: Centro Universitário FMABC (FMABC). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:21/06669-6 - Coorte de paisagens zoonóticas sob efeito de desmatamento e mudanças no uso da terra na Amazônia, AP.JP2
Assunto(s):Veículos aéreos não tripulados
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Desmatamento e doenças veiculadas por vetores | Drone | Epidemiologia de paisagem de doenças tropicais | inteligência artificial e predição de malária | Sensoriamento remoto e malária | Geoprocessamento aplicado à saúde

Resumo

Dados de sensoriamento remoto são importantes para estimativas de desmatamento e monitoramento ambiental da floresta amazônica. Em projeto anterior utilizamos dados de imagens satélites LANDSAT, SENTINEL e CBERS para produzir um protocolo analítico de mensuração do uso e ocupação do solo de assentamento rurais da Amazônia Brasileira. Mostramos em artigos publicados de minha Iniciação Científica e de meu Mestrado que as incidências de casos de malária e de febre amarela estão associadas com a variação de composição e configuração da floresta tropical remanescente nos biomas Amazônia e Mata Atlântica, respectivamente. Entretanto, a grande limitação desses estudos foi a resolução espacial das imagens de satélites a qual afeta a precisão e acurácia da mensuração dos parâmetros do terreno amostrado. Isso poderia também afetar a medida de efeito do desmatamento no risco de malária à população local. Os objetivos do presente trabalho são: (1) comparar a acurácia e precisão de diferentes sensores de satélites e de drone multiespectral em estimativas de perda de floresta amazônica e degradação florestal ao longo de 5 anos; (2) avaliar as diferenças dessas estimativas de desmatamento na medida de efeito de risco de malária. O presente projeto irá utilizar a estrutura logística, operacional e intelectual do Projeto Principal (FAPESP-JP2 21/06669-6). O primeiro estudo transversal do projeto principal ocorreu e os resultados preliminares gerados foram apresentados na presente proposta, incluindo o racional teórico e analítico para a seleção das 40 paisagens sob estudo no assentamento Santa Luzia, município de Cruzeiro do Sul, estado do Acre, Brasil. Estimativas de composição e configuração do uso e ocupação do solo em todas essas paisagens em três escalas (7-3 Km2) foram realizadas para o período de julho de 2022 (primeiro estudo transversal do projeto principal). Aqui é proposto o uso e aplicação de um plano de voo de drone multiespectral ultramoderno para a captura de ortomosaicos (imagens com qualidade para análise de paisagem) das 40 paisagens de estudo nos segundo (julho de 2024) e terceiro (julho de 2026) estudos transversais. Essas imagens serão classificadas com inteligência artificial (machine learning) para produzir estimativas de desmatamento com detecção espacial mínima de 0,04 metros entre 2024-2026. Aplicaremos a mesma classificação para imagens de satélites LANDSAT, SENTINEL e CBERS para comparação dos sensores sobre estimativas de desmatamento, utilizando o coeficiente de concordância kappa e modelos de regressão linear e logística. A variação de estimativa de desmatamento será avaliada em relação a sua associação preditiva do risco de incidência de malária. Esse risco será estimado como parte integrante do Projeto Principal em que há outros pesquisadores e estudantes de pós-graduação trabalhando em redes de colaborações nacionais e internacionais. Os resultados esperados poderão contribuir com o monitoramento do desmatamento da floresta amazônica e irão trazer informações importantes para o atual plano de eliminação da malária no Brasil. Os resultados serão disseminados por meio de publicações científicas, reuniões científicas, apresentações de congressos e em acordo com o plano de divulgação do programa Amazônia+10 FAPESP.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)