Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do processo de desglutatiolação do complexo 20s do proteassomo de Saccharomyces cerevisiae pelas oxidoredutases Glutarredoxina1 e glutarredoxina 2

Processo: 10/02898-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Marilene Demasi
Beneficiário:Vanessa Simões
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Glutatiolação proteica   Oxirredutases

Resumo

O proteassomo é um grande complexo protéico responsável pela degradação de proteínas intracelulares, protegendo a célula contra acúmulo indesejado de proteínas oxidadas, mal conformadas ou mutantes. A porção central deste complexo é denominada 20S, onde se localizam os sítios que possuem atividade catalítica. A atividade do proteassomo pode ser regulada pelo processo de glutatiolação protéica. No caso, a glutatiolação consiste na reação do grupo tiólico de resíduos de Cys oxidados a ácido sulfênico (P-S-OH) com o grupo sulfidrila da forma reduzida de glutationa (GSH) formando ligações tipo dissulfeto. Este é um processo reversível, e há evidências consideráveis que a liberação de GSH é controlada enzimaticamente, por glutaredoxinas e tiorredoxinas, que são tiol-proteínas que atuam como oxidorredutases e estão envolvidas na manutenção da homeostase redox celular. Duas glutarredoxinas que serão estudados nesse projeto são Grx1 e Grx2 que, apesar da semelhança estrutural entre ambas, possuem eficácia bastante diferente no processo da desglutatiolação do proteassomo e diferenças cinéticas importantes na redução de um substrato modelo. Os objetivos deste projeto, então, consistem em identificar e caracterizar o mecanismo específico de atuação de Grx1 e Grx2 no processo de desglutatiolação do complexo 20S e da retomada da atividade proteolítca do proteassomo, justificados pela importância deste complexo para a manutenção da homeostase celular e pela possibilidade de futuras aplicações desses conhecimentos em pesquisas avançadas. (AU)