Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise filogenética de Aplysiomorpha (Mollusca, Opisthobranchia), com base em morfologia comparada, e revisão sistemática das espécies brasileiras

Processo: 10/11253-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Luiz Ricardo Lopes de Simone
Beneficiário:Carlo Magenta Cunha
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Malacologia   Filogenia   Morfologia animal   Aplysiomorpha   Mollusca   Opistobranchia

Resumo

Os moluscos Aplysiomorpha caracterizam-se principalmente pela presença de glândula opalina, glândula de tinta e moela. A taxonomia do grupo é controversa e muitas vezes é baseada na coloração externa. O táxon é dividido em duas superfamílias, Akeroidea e Aplysioidea, encontradas tipicamente em regiões entre marés. Juntas representam cerca de 90 espécies ao redor do mundo. Com este trabalho pretende-se realizar uma análise filogenética dos Aplysiomorpha a partir de dados da morfologia detalhada de suas partes moles de representantes de todos os gêneros, além de revisar as espécies conhecidas para o Brasil, estabelecendo os grupos e produzindo chaves dicotômicas que auxiliem a identificação. O material utilizado será proveniente de coleções malacológicas do Brasil e do exterior, além de coletas. As metodologias e análises a serem adotadas estão devidamente descritas nas seções apropriadas. Tal estudo mostra-se relevante, uma vez que não há uma análise filogenética com base em morfologia detalhada que sugere o monofiletismo do grupo, nem hipóteses de parentesco para os seus gêneros. A taxonomia dos Aplysiomorpha brasileiros é ainda confusa, não tendo sido revisada, apesar de algumas de suas espécies, principalmente as incluídas no gênero Aplysia, possuírem um forte apelo em outras áreas da ciência, como a farmacologia e a neurociência. (AU)