Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento de neurotransmissores centrais nas convulsoes e lesao hipocampal induzida pela toxina ts-5c isolada do veneno do escorpiao (tityus serrulatus).

Processo: 00/02989-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2000
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Maria Regina Lopes Sandoval
Beneficiário:Claudia dos Santos Magalhaes
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Aminoácidos   Hipocampo

Resumo

As toxinas do veneno do escorpião Tityus serrulatus têm sido isoladas e caracterizadas. As mais estudadas são a Tityustoxina e a toxina Gamma (Dorce & Sandoval, 1993). As toxinas isoladas de venenos de escorpiões agem em canais iônicos de membranas excitáveis, obtendo uma liberação excessiva de neurotransmissores que pode ser a causa da convulsão observada algumas vezes após o envenenamento provocado pelo Tityus serrulatus. Estudos têm demonstrado a correlação existente entre estas neurotoxinas e a liberação de neurotransmissores. Neste sentido, Dorce & Sandoval, (1993) observaram que a injeção intra-hipocampal do veneno do Tityus serrulatus induziu alterações no registro da atividade elétrica cerebral e convulsões em ratos. Além disso, descargas epilépticas no registro eletroencefalográfico e lesão neuronal hipocampal. Em vista de estudos anteriores de nosso laboratório terem evidenciado alterações em sistemas GABAérgicos e dopaminérgicos centrais após a administração de veneno bruto do T. serrulatus resolvemos investigar o envolvimento de neurotransmissores centrais, i.e., dos aminoácidos excitatório (glutamato) e inibitório (GABA) e monoaminas na convulsão e lesão neuronal induzidas pela toxina Ts-5C, determinando os níveis destes neurotransmissores no hipocampo de ratos após a injeção intrahipocampal da toxina Ts-5C isolada do veneno do escorpião T. serrulatus. (AU)