Busca avançada
Ano de início
Entree

Inoculação com rizóbio e adubação nitrogenada no feijoeiro cv. IAC Alvorada no sistema plantio direto

Processo: 09/11529-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Rogério Peres Soratto
Beneficiário:Felipe Augusto Pagani
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Manejo e tratos culturais   Plantio direto   Phaseolus vulgaris   Nitrogênio

Resumo

O feijão comum é uma cultura bastante exigente em nitrogênio, podendo suprir parte das suas necessidades do elemento mediante associação com bactérias do gênero Rhizobium, capazes de fixar simbioticamente o nitrogênio atmosférico. Contudo ainda existem muitas dúvidas a respeito dessa prática, especialmente em cultivares recentemente lançadas. Assim, o presente trabalho tem como objetivo avaliar se a inoculação das sementes com Rhizobium tropice pode contribuir para o fornecimento de N para o feijoeiro cv. IAC Alvorada e qual a resposta dessa cultivar a adubação nitrogenada de cobertura, em sistema plantio direto. Para tanto será conduzido um experimento, em sucessão ao milho safrinha consorciado com braquiária, no período da seca (semeadura em dezembro). O delineamento será de blocos casualizados, em esquema fatorial 2x4, com quatro repetições. Os tratamentos serão constituídos pela inoculação ou não das sementes com Rhizobium tropice (400 g por 100 kg de sementes) e quatro doses de N em cobertura (0, 35, 70 e 140 kg ha-1), utilizando como fonte o nitrato de amônio. Serão avaliados: a) massa de matéria seca; b) quantidade de nitrogênio na parte aérea do feijoeiro; c) índice relativo de clorofila; d) teor de nitrogênio nas folhas; e) componentes da produção e f) produtividade de grãos.