Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do tratamento termico na fluencia de liga refrataria com e sem recobrimento ceramico.

Processo: 06/01253-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2006
Vigência (Término): 31 de julho de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Carlos de Moura Neto
Beneficiário:Danieli Aparecida Pereira Reis
Instituição-sede: Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ministério da Defesa (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Titânio   Caracterização microestrutural   Tratamento térmico   Fluência

Resumo

Materiais com comportamento adequado em temperaturas elevadas e ambientes agressivos tornaram-se uma necessidade científica, tecnológica e economicamente viável nos dias de hoje. Estudos têm sido realizados independente de objetivos comerciais para o aprimoramento na obtenção de novas ligas e, principalmente, para a reavaliação de ligas comerciais já existentes, por meio da aquisição de dados em condições de maior severidade.Nesta proposta de trabalho de pós- doutorado, pretende-se dar continuidade às pesquisas já iniciadas nos estudos de fluência da liga Ti-6Al-4V [1-9]. Tais estudos foram efetuados com a liga recozida não recoberta com cerâmica, sob condições de fluência realizada ao ar e avaliando-se o efeito do recobrimento cerâmico e da atmosfera de ensaio na fluência da liga refratária.O objetivo deste projeto de pesquisa de pós-doutorado é a avaliação do efeito do tratamento térmico na fluência de liga refratária. A liga selecionada (Ti-6Al-4V) será submetida a quatro diferentes condições de tratamentos térmicos para avaliação de diferentes tipos de microestrutura no material, visando obtenção das estruturas de Widmanstatten fina, Widmanstatten grosseira e Martensita.Nas ligas tratadas termicamente será estimada a microestrutura menos sensível à oxidação, através de estudos envolvendo analises microestruturais e estudos de microdureza [10]. Algumas amostras da liga menos sensíveis à oxidação serão recobertas por aspersão térmica com o compósito metal/cerâmico CoNiCrAlY+ZrO2. Em seguida, tanto as amostras recobertas quanto as não recobertas serão submetidas a ensaios de fluência. A liga tratada termicamente que apresentar melhor resistência à oxidação, com e sem recobrimento cerâmico será submetida a ensaios de fluência ao ar em temperaturas de 500oC e 600oC, na modalidade de carga constante, na faixa de 312 a 520 MPa para a temperatura de 500oC e na faixa de 125 a 319 MPa para a temperatura de 600oC. Estudos completos de ensaio na fluência da liga refratária Ti-6Al-4V tratada termicamente são escassos na literatura.O presente projeto é inovador, permitindo o conhecimento mais detalhado da influência da microestrutura e recobrimento cerâmico na resistência à fluência ao ar da liga Ti-6Al-4V. Em função da disponibilidade dos equipamentos, pretende-se obter conjuntos de curvas e parâmetros experimentais relativos a regiões primária, secundária e terciária como função das tensões e temperaturas aplicadas. A ductilidade, taxa de fluência estacionária e tempo de vida serão avaliados quanto aos efeitos da atmosfera de ensaio e do recobrimento, podendo-se desta forma, estabelecer uma análise comparativa de estudos anteriores com os resultados obtidos nos ensaios ao ar e em atmosfera controlada e nos corpos de prova sem recobrimento e com recobrimento cerâmico[1-9].A caracterização microestrutural via microscopia eletrônica de varredura e de transmissão, serão ferramentas valiosas para a compreensão dos mecanismos de fluência.