Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação molecular, proteica e funcional de genes homeobox em carcinoma epidermóide de boca

Processo: 09/07359-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Fabio Daumas Nunes
Beneficiário:Camila de Oliveira Rodini Pegoraro
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Patologia bucal   Proteínas   Genes homeobox   Carcinoma de células escamosas

Resumo

O carcinoma epidermóide bucal é a neoplasia maligna mais comum da região de cabeça e pescoço, apresentando baixa taxa de sobrevida e freqüente recorrência local. Por isso, a busca de marcadores moleculares para o refinamento do diagnóstico, individualização terapêutica bem como prognóstico da doença tem sido foco de vários estudos. Nesse sentido, o presente estudo tem como objetivo localizar transcritos de genes homeobox por hibridização in situ, utilizando-se sondas não-radioativas de RNA, bem como imunolocalizar e quantificar a expressão protéica por Western, em amostras de carcinoma epidermóide de língua e/ou assoalho bucal e em suas correspondentes margens não-tumorais. Os genes homeobox a serem estudados são HOXD10, HOXD11 e IRX4, identificados em estudo prévio como hiper-expressos nesse tipo de tumor em relação à margem não-tumoral correspondente. Propõe-se, ainda, o estudo da superexpressão in vitro do gene IRX4 na linhagem de carcinoma epidermóide de boca SCC9. Com este trabalho, espera-se que as correlações entre os achados prévios de expressão e a localização morfológica dos transcritos e imuno-expressão das proteínas assim como o estudo funcional do gene IRX4 possibilitem uma avaliação mais precisa do padrão de expressão dos genes homeobox em relação às populações celulares ou áreas teciduais específicas, e também a possível contribuição do gene IRX4 no fenótipo maligno, sugerindo sua utilização como marcadores diagnósticos e/ou de comportamento tumoral, podendo resultar em benefício direto para os pacientes portadores de carcinoma epidermóide de boca.