Busca avançada
Ano de início
Entree

Carcinomas orais com imunofenótipo de células-tronco

Processo: 09/09394-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Alfredo Ribeiro da Silva
Beneficiário:Iana Mizumukai de Araujo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Sobrevida   Células-tronco   Prognóstico

Resumo

No carcinoma escamoso oral (CEO), existe uma subpopulação de células com capacidade própria de auto-renovação e diferenciação, caracterizadas pela expressão do marcador de células-tronco CD44. A expressão da molécula CD24 tem sido encontrada em diversos tumores malignos. O objetivo deste trabalho é investigar os imunofenótipos CD44+CD24- e CD44+CD24+ no CEO e sua correlação com fatores prognósticos clássicos, incluindo sobrevida global e sobrevida livre de doença. Serão selecionados 162 blocos de parafina dos arquivos do Serviço de Patologia do HCFMRP-USP contendo amostras de CEO diagnosticados entre 1990 e 2009. Através dos prontuários médicos, serão obtidas informações sobre: história pregressa da lesão, idade, gênero, localização tumoral primária, consumo de tabaco e bebidas alcoólicas, exposição actínica, classificação histológica, recidivas, metástases, óbitos e sobrevida dos pacientes. A partir dos blocos de parafina, serão feitos tissue microarrays (TMAs) e a técnica de imuno-histoquímica com os anticorpos CD44 (clone DF1485) e CD24 (clone C-20). As amostras serão submetidas à dupla marcação imuno-histoquímica para confirmar o imunofenótipo predominante (CD44+CD24- ou CD44+CD24+). Todos os testes estatísticos serão feitos utilizando o software SPSS, versão 14. Para verificar a correlação entre os parâmetros avaliados será utilizado o teste qui-quadrado e o método de Kaplan e Meier, com teste log-rank. As diferenças estatísticas serão consideradas significativas para ±<5%.