Busca avançada
Ano de início
Entree

Atencao visual e auditiva em criancas com transtornos de aprendizagem

Processo: 07/01644-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Dagma Venturini Marques Abramides
Beneficiário:Giovanna Castilho Davatz Lopes
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Linguagem   Atenção   Transtornos de aprendizagem

Resumo

Introdução: A equipe interdisciplinar que atua com indivíduos com Transtorno de Aprendizagem (TA) na Clínica de Fonoaudiologia da FOB – USP/Bauru, busca o diagnóstico diferencial e o tratamento mais efetivo, favorecendo o desenvolvimento de subsídios para o atendimento integral das necessidades desta população. Atualmente, os problemas de atenção são motivo de preocupação médica e social, à medida que é difícil reconhecê-los e tratá-los. A atenção pode ser definida como um mecanismo central de controle do processamento de informação, sendo indispensável para as atividades de aprendizagem. Estudos têm afirmado que, quanto maior o número de sinais de falta de atenção, maiores os problemas enfrentados no desempenho escolar. A parceria entre Psicologia e Fonoaudiologia pode contribuir para a investigação mais aprofundada dos processos atencionais dos indivíduos, identificando a ausência ou presença de alterações e o nível de acometimento em cada uma das diversas afecções relacionadas às alterações de aprendizagem. Objetivo: Avaliar a atenção visual e atenção auditiva, de crianças com idade entre 9 e 12 anos, com transtornos de aprendizagem. O número da amostra será definido a partir da análise de prontuários dos pacientes inscritos no Estágio Supervisionado de Clínica de Distúrbios de Leitura e Escrita da Clínica de Fonoaudiologia-FOB/USP. Material e Método: Avaliação da atenção auditiva por meio de provas do processamento auditivo (Teste dicótico com sons não verbais competitivos e Teste Dicótico de Dígitos) e pelo Teste da Habilidade de Atenção Auditiva Sustentada (THAAS). A atenção visual será avaliada por meio do teste de cancelamento de sinais, e do subteste Código, da escala WISC-IIII, que permitirão a avaliação da capacidade de atenção sustentada, a rapidez e a exatidão que podem indicar distúrbios na atenção e na qualidade do trabalho. Os resultados obtidos serão apresentados em tabelas e gráficos na forma de escores comparados com a padronização das respectivas provas e testes para caracterizar o nível de desempenho das crianças. Quando couber a análise estatística será realizada por profissional da área.