Busca avançada
Ano de início
Entree


Influência de diferentes métodos de esterilização de esmalte dental sobre a sua morfologia, composição química, estrutura e formação de biofilmes in vitro

Texto completo
Autor(es):
Patricia Gabriela Sabino Viana
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" Faculdade de Odontologia (Campos de Araraquara).
Data de defesa:
Membros da banca:
Carolina Patricia Aires; Cecília Pedroso Turssi; Marcelo Ornaghi Orlandi; Juliane Tanomaru
Orientador: Carlos Eduardo Vergani
Resumo

O processo de esterilização deve preservar as propriedades do esmalte utilizado nas pesquisas in vitro e in situ. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência dos métodos de esterilização Irradiação por micro-ondas - IM, Irradiação gamma - IG, Óxido de etileno - OE e Autoclave - AU sobre as propriedades do esmalte. O estudo foi realizado em duas fases. Na fase 1, 50 espécimes de esmalte bovino foram divididos em cinco grupos (n=10): IM, IG, OE, AU e controle (não esterilizado). Foram realizadas avaliações quanto à morfologia (Microscopia Eletrônica de Varredura - MEV superficial e em secção transversal), composição química (Energia Dispersiva de raios-X - EDS e Espectroscopia Fotoeletrônica por raios-X - XPS) e estrutura (Raman e Ressonância Magnética Nuclear - RMN). Na fase 2, 360 espécimes de esmalte bovino foram divididos em quatro grupos (n=90): IM, IG, OE e AU. Biofilmes monoespécie (Actinomyces naeslundii e Streptococcus sanguis) e biofilmes mistos foram formados e avaliados, para cada grupo experimental, quanto ao número de unidades formadoras de colônias por mililitro (UFC/mL; n=10), atividade metabólica (redução do 2 metoxi 4 nitro 5 sulfofenil 5 fenilalanina carbonil 2H tetrazolium hidróxido - XTT; n=10) e biomassa total (cristal violeta; n=10). A análise estatística dos dados foi realizada para as avaliações Raman, XPS, UFC/mL, XTT e cristal violeta com ɑ=0,05. Os resultados indicaram que o método IG não promoveu alterações sobre a morfologia, composição química e estrutura do esmalte. Os grupos IM e EO promoveram pequenas alterações na morfologia superficial, composição química e estrutura. O grupo AU resultou em severas alterações na morfologia superficial e em secção transversal, com pequena 9 influência sobre a composição química e estrutura do esmalte. Os biofilmes de S. sanguis não apresentaram diferenças... (AU)

Processo FAPESP: 11/09416-0 - Influência de diferentes métodos de esterilização de esmalte bovino sobre sua composição química, morfologia superficial e formação do biofilme inicial
Beneficiário:Patricia Gabriela Sabino Viana
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado