Busca avançada
Ano de início
Entree


A teoria literária de Jean-Paul Sartre em sua produção romanesca

Texto completo
Autor(es):
Thiago Henrique de Camargo Abrahão
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas.
Data de defesa:
Membros da banca:
Márcio Scheel; Márcio Roberto do Prado
Orientador: Arnaldo Franco Junior
Resumo

Jean-Paul Sartre, filósofo e escritor francês do século XX, embasou seus romances nos ditames de seu pensamento existencialista e em suas ideias a respeito da literatura, considerando a escrita romanesca, cuja tarefa seria a de apresentar-se como meio para possíveis soluções simbólicas dos conflitos existenciais do homem de seu tempo, uma possível via de desvelamento do mundo e de afirmação da liberdade humana. A partir de uma relação dialética entre autor e leitor, Sartre aponta que essas duas partes incitam-se reciprocamente, levando ao fato de a liberdade de uma, quando manifesta, desvendar a liberdade da outra. O escritor francês defendeu uma teoria do romance existencial a partir da qual será abandonada a posição do narrador onisciente e empregada uma técnica de composição romanesca fundada em uma metafísica da liberdade a recusar todo traço de determinismo no decorrer da narrativa. Trata-se, segundo Sartre, de romances voltados para as inquietações humanas, situados em uma época de grandes conturbações políticas, sociais e culturais, na qual, por meio de uma arte engajada, o autor fomentaria, de acordo com um pacto de generosidade entre ele e o leitor, a reflexão crítica e a responsabilidade do homem. Diante disso, nosso propósito foi o de estudar duas obras do universo romanesco do autor - quais sejam, Os dados estão lançados e Com a morte na alma - à luz dos fundamentos elencados em seus trabalhos críticos e teóricos, nos quais Sartre defende os aspectos formais de uma técnica de composição narrativa capaz de conceber textos em conformidade com sua concepção de literatura. Por esse viés, cruzaremos dados teóricos e produção romanesca do autor a fim de identificar as convergências e divergências, os alcances e as limitações entre o que o autor teoriza e o que, de fato, cumpre como romancista, indo ao encontro de nossos objetivos principais... (AU)

Processo FAPESP: 12/25486-0 - A teoria literária de Jean-Paul Sartre em sua produção romanesca
Beneficiário:Thiago Henrique de Camargo Abrahão
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado