Busca avançada
Ano de início
Entree


Ação do desregulador endócrino bisfenol A e da dieta hiperlipídica sobre os lobos prostáticos do gerbilo

Texto completo
Autor(es):
Camila Helena Facina
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas.
Data de defesa:
Membros da banca:
Alexandre Bruni-Cardoso; Silvana Gisele Pegorin de Campos
Orientador: Sebastião Roberto Taboga
Resumo

O câncer de próstata é a principal e mais frequente doença neoplásica que atinge os homens e embora represente uma causa comum de morbidade e mortalidade, é passível de prevenção e cura. No entanto, a patologia molecular dessa doença é complexa, pois além de altamente relacionada à idade, a fatores hereditários e andrógeno dependentes, é também influenciada por hormônios sexuais, fatores ambientais, dietas, respostas imunes e inflamatórias. Pesquisas recentes têm demonstrado que a exposição a desreguladores endócrinos, presentes no meio ambiente, pode causar alterações morfofisiológicas permanentes na próstata. Estas substâncias tem o potencial de causar danos ao sistema endócrino, pois mimetizam hormônios esteroides podendo afetar seu metabolismo e agir diretamente sobre os órgãos do trato reprodutivo. Entre estes químicos ambientais destaca-se o bisfenol A (BPA). O BPA é um monômero liberado de polímeros plásticos amplamente utilizados na atualidade. Esta substância pode alterar a histofisiologia prostática, uma vez que mimetiza estrógenos e compete com os receptores para esses hormônios. Estudos atuais com roedores têm demonstrado que a exposição a baixas concentrações de BPA aumentam significativamente a incidência e a severidade de neoplasias prostáticas. Além disso, é relatado que o BPA é capaz de influenciar a regulação da transcrição de genes envolvidos com a obesidade podendo promover aumento do peso corporal e da adiposidade. Outro fator ambiental potencialmente associado com a carcinogênese é a dieta rica em lipídeos. O consumo de nutrientes com alta densidade calórica pode resultar em uma síndrome metabólica com sintomas associados com a resistência à insulina, dislipidemia, certo grau de obesidade e ainda contribuir para o crescimento de tumores prostáticos em roedores. Resultados preliminares do nosso grupo empregando o roedor... (AU)

Processo FAPESP: 13/01619-4 - Ação do desregulador endócrino bisfenol a e da dieta hiperlipídica sobre os lobos prostáticos do gerbilo.
Beneficiário:Camila Helena Facina
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado