Busca avançada
Ano de início
Entree


Maragogipinho - as vozes do barro: práxis educativa em culturas populares

Texto completo
Autor(es):
Sonia Carbonell Alvares
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Educação
Data de defesa:
Membros da banca:
Marcos Ferreira dos Santos; Rogério de Almeida; Geralda Mendes Ferreira Silva Dalglish; Ricardo Gomes Lima; João de Jesus Paes Loureiro
Orientador: Marcos Ferreira dos Santos
Resumo

Este trabalho apresenta uma observação acurada do universo da cerâmica no povoado de Maragogipinho, Bahia. A pesquisa revela quem são os mestres e mestras do barro, dá a conhecer o seu processo criativo e educativo. Esses homens e mulheres são protagonistas do patrimônio cultural imaterial brasileiro, eles detêm e socializam conhecimentos que perpassam gerações, saberes tecidos em práticas de ensino não sistematizadas e nem legitimadas pelas culturas hegemônicas. A educação artesanal está fundada na ancestralidade, na repetição e na invenção, no constante diálogo entre a tradição e a emergência da modernidade: novas formas de criação e antigos segredos de ofício se misturam, numa tensão permanente entre transformação e conservação. O artesão e a artesã vivem o seu legado cultural e o mantêm vivo, reinventando-o e atualizando-o eternamente. Essa herança conserva a conexão com o passado, mas se reveste de novos símbolos e significados no presente para fortalecer a identidade dos autores e de suas comunidades, e para dar sentido ao futuro. (AU)

Processo FAPESP: 12/16169-1 - Práxis Educativa na Arte Popular: entre o anonimato e a identidade
Beneficiário:Sonia Carbonell Alvares
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado