Busca avançada
Ano de início
Entree


A intensificação da experiência educacional contemporânea: uma perspectiva arqueogenealógica

Texto completo
Autor(es):
Elisa Vieira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Educação
Data de defesa:
Membros da banca:
Julio Roberto Groppa Aquino; Marilia Pontes Esposito; Marcos Francisco Martins; Cintya Regina Ribeiro; Karla Schuck Saraiva
Orientador: Julio Roberto Groppa Aquino
Resumo

A partir da alegação de uma crise educacional generalizada operando na atualidade, a presente investigação devota-se a explorar a conjectura de um expansionismo sem precedentes das práticas educativas no campo social, movimento este consubstanciado na crescente conversão das relações entre os homens em instâncias passíveis de conhecimento e intervenção pedagógicos. Com o fito de perspectivar esse horizonte argumentativo, o corpus do trabalho foi constituído por 930 artigos que evocaram temáticas educacionais extraescolares em 34 periódicos acadêmicos nacionais de destaque, considerados em um intervalo temporal que se estendeu de 1944 a 2015. Tal produção discursiva foi analisada de acordo com um duplo viés teórico-metodológico inspirado no pensamento de Michel Foucault. De um lado, ao perscrutar os textos publicados no período compreendido entre 1996 e 2015, a investigação visou dimensionar os movimentos fronteiriços do campo pedagógico contemporâneo por meio da composição de um inventário das práticas e dos saberes voltados a experiências não escolares, estas consideradas na ampla escala que o arquivo constituído possibilitou traçar. De outro lado, a partir de uma abordagem específica da Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, a qual abrangeu todos os fascículos publicados até 2015 desde sua fundação, em 1944, tratou-se de circunscrever os contextos de emergência/proveniência atinentes a tal espraiamento dos domínios educacionais. Como saldo analítico da investigação, desponta uma perspectiva adversativa às discussões atuais concernentes a processos reconhecidos como educacionalização, pedagogização e escolarização sociais, sobretudo em virtude da intensa permeabilidade das práticas escolares às múltiplas demandas do presente. Daí a assunção de que os processos de subjetivação contemporâneos redundariam em uma acentuada educabilização da experiência civil, esta consoante a determinados jogos de veridicção calcados em uma demarcada matriz pedagógico-escolarizante. (AU)

Processo FAPESP: 13/14054-5 - Sobre o expansionismo pedagógico contemporâneo: uma arqueogenealogia da intensificação das experiências educativas não-escolares
Beneficiário:Elisa Vieira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado