Busca avançada
Ano de início
Entree


Influência dos fatores biomecânicos associados às reabilitações unitárias implanto-suportadas e da condição óssea sobre a estrutura e comportamento biomecânico do tecido ósseo

Texto completo
Autor(es):
Germana De Villa Camargos
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Piracicaba, SP.
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de defesa:
Membros da banca:
Altair Antoninha Del Bel Cury; Fernanda Faot; Sheila Rodrigues de Sousa Porta; Marcio Zaffalon Casati; Bruno Salles Sotto Maior
Orientador: Altair Antoninha Del Bel Cury
Resumo

Considerando o impacto do ambiente biomecânico e da condição óssea sobre o prognóstico da terapia com implantes dentais, esse trabalho teve como objetivos (1) avaliar a influência do tipo dos pilares protéticos utilizados nas próteses unitárias parafusadas implanto-suportadas associados a diferentes conexões de implante sobre o comportamento biomecânico do tecido ósseo de implantes imediatos ou tardios (Capítulo 1); (2) avaliar o efeito da aplicação isolada ou combinada do estímulo mecânico de alta frequência, por meio de plataforma vibratória (Whole Body Vibration, WBV), com a administração de bifosfonato (Alendronato, ALN) sobre a competência mecânica e micro-estrutura do tecido ósseo osteoporótico (Capítulo 2); (3) avaliar o impacto da terapia combinada com WBV e differentes concentrações de ALN sobre a micro-arquitetura do tecido ósseo osteoporótico (Capítulo 3). No Capítulo 1, modelos tridimensionais (3D) de elementos finitos representando uma mandíbula com implante unitário foram criados, variando o tipo de pilar protético (UCLA ou cônico), conexão do implante (hexágono externo, HE ou hexágono interno, HI), carregamento oclusal (axial ou oblíquo), tanto para a situação de carregamento imediato ou tardio dos implantes. Análise de variância foi utilizada para avaliar os valores de tensão e deformação máxima principal no tecido ósseo cortical ou trabecular após a aplicação de carregamento oclusal de 100 N. Foi observado que o tipo de pilar protético e conexão pilar-implante influenciaram as tensões/deformações resultantes no tecido ósseo periimplantar de apenas implantes imediatos, apresentando a associação de pilares cônicos com conexões HI os menores valores de tensões/deformações ósseas. No Capítulo 2, 34 ratas Wistar foram ovariectomizadas (OVX) ou sham-ovariectomizadas (cirurgia fictícia, shOVX) e posteriormente divididas em cinco grupos experimentais: shOVX, OVX-shamWBV (shWBV, ausência de estímulo mecânico), OVX-WBV, ALN-shWBV e ALN-WBV. O tratamento mecânico, WBV, foi aplicado 10 min/dia utilizando 10 níveis consecutivos de alta frequência (130, 135, 140, 145, 150,130, 135, 140, 145, 150 Hz) sob aceleração de 0.3g, por 14 dias. No mesmo período experimental, o tratamento farmacológico com ALN foi administrado sob a concentração de 2mg/kg/dose, 3x/semana. Análise de elementos finitos baseada em microtomografias foi utilizada para avaliar as propriedades mecânicas do tecido ósseo (rigidez e resistência) em relação às alterações micro-estruturais do tecido ósseo trabecular e cortical. Comparado com o tratamento mecânico (WBV), o tratamento farmacológico com ALN mostrou-se mais eficaz em melhorar a competência mecânica do tecido ósseo osteoporótico. Adicionalmente, a associação de WBV com ALN resultou em um efeito aditivo sobre micro-arquitetura do tecido ósseo cortical. No Capítulo 3, 56 ratas Wistar OVX ou shOVX foram divididas em sete grupos experimentais: shOVX, OVX-shWBV, OVX-WBV, ALN(x)-shWBV, ALN(x)-WBV, ALN(y)-shWBV, ALN(y)-WBV. A aplicação de WBV foi realizada de acordo com o mesmo protocolo descrito previamente. Entretanto, o tratamento com ALN, isolado ou combinado com WBV, foi administrado sob diferentes concentrações [ALN(x): 2 mg/kg, dose convencional ou ALN(y): 1mg/kg, dose reduzida], 3x/semana. Ambos os tratamentos mecânico e farmacológico foram realizados por um período experimental de seis semanas. Análises microtomográficas foram realizadas para avaliar o efeito dos tratamentos sobre a micro-arquitetura do tecido ósseo trabecular ao final do período experimental. Foi observado que o uso de baixa dosagem de ALN quando combinado com WBV afeta positivamente o tecido ósseo osteoporótico, com efeitos adicionais sobre a micro-arquitetura trabecular comparado à monoterapia com ALN (AU)

Processo FAPESP: 11/14001-3 - Análise biomecânica das próteses unitárias parafusadas implanto-suportadas sob influência do tipo de pilar, plataforma protética, oclusão, tempo de carregamento protético e do material de recobrimento estético
Beneficiário:Germana de Villa Camargos
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Doutorado