Busca avançada
Ano de início
Entree


Neurônios catecolaminérgicos do tronco encefálico participam dos ajustes respiratórios induzidos por hipóxia e hipercapnia.

Texto completo
Autor(es):
Milene Rodrigues Malheiros Lima
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Thiago dos Santos Moreira; Vagner Roberto Antunes; Eduardo Colombari; Marco Antônio Peliky Fontes; Lisete Compagno Michelini
Orientador: Thiago dos Santos Moreira
Resumo

Os neurônios do grupamento catecolaminérgico C1, localizados na porção ventrolateral do bulbo, são classicamente conhecidos por seu envolvimento no controle cardiovascular. O modelo atual propõe que os neurônios C1 são recrutados em situações que ofereçam risco de vida aos indivíduos, desencadeando respostas generalizadas e estereotipadas em defesa da homeostase. Tais respostas envolvem ajustes cardiovasculares, imunológicos, neuroendócrinos, metabólicos, termorregulatórios e respiratórios. Ferramentas anatômicas e funcionais foram utilizadas para investigar se os neurônios C1 contribuem para os ajustes respiratórios induzidos pela hipóxia e pela hipercpania. Os resultados mostram que os neurônios C1 contribuem para a aumento da ventilação induzido pela hipóxia, mas não pela hiperpania, via aumento da frequência da respiratória. Além disso, demonstramos que o aumento da frequência respiratória promovido pela ativação do grupamento C1 depende da ativação de receptores glutamatérgicos, mas não adrenérgicos, localizados na região do complexo pré-Bötzinger. (AU)

Processo FAPESP: 14/07698-6 - Envolvimento dos neurônios catecolaminérgicos do bulbo ventrolateral rostral no controle da atividade respiratória
Beneficiário:Milene Rodrigues Malheiros Lima
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado