Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo fitoquímico e biológico dos extratos das folhas de Mimosa caesalpiniifolia Bentham

Texto completo
Autor(es):
Marcelo José Dias Silva
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Farmacêuticas.
Data de defesa:
Membros da banca:
Marcos José Salvador; Claudia Quintino da Rocha; Camilo Dias Seabra Pereira; Douglas Gatte-Picchi
Orientador: Wagner Vilegas; Marcelo Aparecido da Silva
Resumo

Mimosa é um dos maiores gêneros da família Fabaceae e subfamília Mimosaceae, são fontes de alcaloides, ácidos fenólicos, terpenoides, carotenoides e principalmente flavonoides. Apesar da maioria das espécies serem encontradas na Caatinga e Cerrado, principalmente na região nordeste do Brasil, ainda são poucos os estudos químicos e biológicos sobre essas plantas. Por isso, neste trabalho contribuímos no conhecimento a respeito dessa família, investigando as folhas de Mimosa caesalpiniifolia, indicada contra doenças inflamatórias, antimicrobianas e infecções. O extrato foi preparado por percolação com etanol 70% com rendimento em massa de 25%. Em seguida, foi fracionado usando técnicas cromatográficas convencionais. As estruturas foram identificadas por análises espectroscópicas (UPLC-MS; ESI-IT-MSn e RMN de 1H e de 13C). A investigação química levou à identificação de vinte e sete substâncias sendo três flavonoides descritos pela primeira vez na literatura. Na quantificação dos marcadores químicos, em 100,0 mg do extrato hidroalcoólico de Mimosa (EHM), há 0,82 mg de galato de etila (1) e 0,44 mg de cassiaoccidentalina A (21). No ensaio de genotoxicidade, o EHM nas doses de 62,5 e 125 mg/Kg e na fração acetato de etila (Fr-EtOAc) na dose de 62,5 mg/Kg não apresentaram efeitos tóxicos. Os resultados demonstraram que o EHM foi capaz de prevenir lesões oxidativas do DNA nas células do fígado induzidas pelo peróxido de hidrogénio in vitro e diminuição de danos genômicos foi detectada em células de fígado após a exposição à Fr-EtOAc. No ensaio de colite o EHM na dose de 125 mg/Kg apresentou efeito preventivo e a Fr-EtOAc na dose de 50 mg/Kg efeito terapêutico com redução na intensidade das lesões. No ensaio de edema de orelha... (AU)

Processo FAPESP: 12/18760-9 - Extratos vegetais padronizados para o tratamento de doenças crônicas: Mimosa spp.
Beneficiário:Marcelo José Dias Silva
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado