Busca avançada
Ano de início
Entree


Mecanismos de tolerância ao Al3+ em plantas comparando espécie de Cerrado (Styrax camporum), limoeiro ‘cravo’ (Citrus limonia cv. cravo) e trigo (Triticum aestivum)

Texto completo
Autor(es):
Carolina de Marchi Santiago da Silva
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).
Data de defesa:
Membros da banca:
Douglas Silva Domingues; Celso Luis Marino; Rafael Vasconcelos Ribeiro; Jorge Fernando Pereira
Orientador: Gustavo Habermann
Resumo

Presente em solos ácidos, o alumínio principalmente encontrado na sua forma tóxica (Al3+) tem como principal efeito a diminuição do crescimento radicular. O Cerrado ocorre no centro-oeste do Brasil sob solos ácidos (pH <4) e com alto teor de alumínio (Al). Citrus limonia cv ‘Cravo’ Osbeck e Styrax camporum Pohl compartilham localização geográfica e características edáficas em que se estabelecem, no entanto exibem respectivamente sensibilidade e tolerância ao Al. O presente trabalho visa elucidar mecanismos envolvidos no estresse por Al3+ a nível de expressão gênica radicular. Para as duas espécies foi feita uma análise de transcriptoma para avaliar os efeitos do Al por uma perspectiva global, e a partir destes resultados alguns genes foram selecionados para avaliação ao longo de experimentos de hidroponia mantido por 60 dias. São discutidas estratégias de tolerância e sensibilidade ao Al nas duas espécies, juntamente com análises de biometria, quantificação hormonal e anatomia que corroboram o comportamento sensível de Citrus e tolerante de Styrax por diversas vias. Além disso, o último capítulo trata da dependência do pH em um importante mecanismo de tolerância ao Al em trigo envolvendo exsudação de ácido orgânico. (AU)

Processo FAPESP: 13/11370-3 - Expressão gênica em mecanismos de tolerância ao Al3+ comparando espécie do cerrado (Qualea grandiflora) e limoeiro (Citrus limonia cv. 'Cravo')
Beneficiário:Carolina de Marchi Santiago da Silva
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado