Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeitos da fibrina rica em plaquetas e leucócitos (L-PRF) associada ou não a enxerto ósseo bovino na cicatrização de defeitos ósseos em ratas com osteoporose induzida por ovariectomia

Texto completo
Autor(es):
Ana Carolina Basso Engler Pinto
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Ribeirão Preto.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto
Data de defesa:
Membros da banca:
Michel Reis Messora; Roberta Okamoto; Andréa Candido dos Reis; Selma Siessere
Orientador: Michel Reis Messora
Resumo

Tem sido proposto que a Fibrina Rica em Plaquetas e Leucócitos (L-PRF) pode estimular a neoformação óssea e melhorar a incorporação de enxertos ósseos. Este estudo avaliou a cicatrização de defeitos de tamanho crítico (DTCs) criados em calvária de ratas com osteoporose induzida por ovariectomia e tratados com L-PRF associada ou não a enxerto ósseo bovino (XENO). 32 ratas foram divididas em 4 grupos (n=8): C, PRF, XENO e PRF-XENO. Todos os animais foram submetidos a um procedimento de ovariectomia bilateral no início do estudo. Após 3 meses, DTCs de 5 mm de diâmetro foram criados na calvária dos animais. No grupo C, o defeito foi preenchido apenas com coágulo sanguíneo. Nos grupos PRF e XENO, os defeitos foram preenchido com 0,02 mL de L-PRF e 0,02 mL de XENO, respectivamente. No grupo PRF-XENO o defeito foi preenchido com uma mistura de 0,02 mL de PRF e 0,02 mL de XENO. Todos os animais foram submetidos à eutanásia aos 30 dias pós-operatórios. Foram realizadas análises histomorfométrica, microtomográfica e imunohistoquímica. Os dados obtidos foram estatisticamente analisados (ANOVA, Tukey, p < 0,05). O Grupo PRF-XENO apresentou maior quantidade de osso neoformado (ON) quando comparado ao Grupo XENO, bem como maiores expressões de Fator de Crescimento Endotelial Vascular (VEGF), Osteocalcina (OCN) e Proteína Morfogenética Óssea (BMP)-2/4 (p < 0,05). O Grupo PRF apresentou maior quantidade de ON e maiores expressões de VEGF, OCN, BMP-2/4 e Fator de transcrição relacionado a Runt 2 (RUNX-2) quando comparado ao Grupo C (p < 0,05). Conclui-se que a L-PRF pode favorecer a neoformação óssea de DTCs e potencializar a cicatrização de XENO em ratas com osteoporose induzida por ovariectomia. (AU)

Processo FAPESP: 16/04189-9 - "Efeitos do Plasma Rico em Fibrina associado ou não a enxerto ósseo xenógeno na regeneração óssea de defeitos de tamanho crítico em calvária de ratas ovariectomizadas. Estudo histomorfométrico, microtomográfico e imunohistoquímico."
Beneficiário:Ana Carolina Basso Engler Pinto
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado