Busca avançada
Ano de início
Entree


Análise da cimentação e da resistência de união de dois diferentes tipos de pinos de fibra de vidro em dentes com reabsorções radiculares internas simuladas

Texto completo
Autor(es):
Ricardo Toledo Abreu
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" Instituto de Ciência e Tecnologia (Campus de São José dos Campos).
Data de defesa:
Membros da banca:
César Rogério Pucci; Flávia Goulart da Rosa Cardoso
Orientador: Cláudio Antonio Talge Carvalho; Carlos Rocha Gomes Torres
Resumo

Este estudo analisou a interface de união e a força de adesão dos pinos de fibra de vidro Rebilda Post (RP) (VOCO) e Rebilda Post GT (GT) (VOCO) após cimentação em dentes com Reabsorção Radicular Interna (RRI) simulada. Quarenta e cinco raízes de pré-molares inferiores humanos foram padronizadas em 16 mm e incluídas em resina acrílica. Os canais radiculares (CR) foram preparados biomecanicamente, as raízes foram seccionadas em sua metade e a RRI foi simulada. Os segmentos foram retornados à posição original com auxílio de parafusos. Uma pasta de Ca(OH)2 permaneceu como MIC por 15 dias. A remoção foi feita por PUI e a qualidade da limpeza foi avaliada por estereomicroscopia. Os CR das amostras foram obturados e o preparo foi feito de forma padronizada. Os espécimes foram divididos em 2 grupos (n=20), de acordo com o tipo de pino cimentado. A resistência de união foi avaliada aos níveis cervical e da RRI pelo teste push-out. Para a análise estatística só foram incluídas falhas adesivas e predominantemente adesivas. Os resultados foram submetidos ao teste de Kruskal-Wallis, Mann Whitney e teste de Dunn (α = 0,05). Foi realizada MEV para análise da interface de união entre cimento e dentina radicular (n=1) e análise por microtomografia computadorizada (micro-CT) do pino GT (n=3). PUI não foi capaz de limpar completamente a maioria das RRI (62,5%). Houve alteração da resistência adesiva entre todos os grupos (p <0,05). Os valores de resistência de união para ambos os grupos na reg... (AU)

Processo FAPESP: 17/14203-1 - Análise da cimentação e da resistência de união de dois diferentes tipos de pinos de fibra de vidro em simulações de reabsorções radiculares internas
Beneficiário:Ricardo Toledo Abreu
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado