Busca avançada
Ano de início
Entree


Clima urbano, risco climático e vulnerabilidade socioespacial mediados pela produção do espaço urbano em cidades paulistas (São Carlos, Marília e Presidente Prudente)

Texto completo
Autor(es):
Camila Riboli Rampazzo
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências e Tecnologia.
Data de defesa:
Membros da banca:
Margarete Cristiane de Costa Trindade Amorim; Everaldo Santos Melazzo; Natacha Cíntia Regina Aleixo; Renata Dias Silveira
Orientador: João Lima Sant'Anna Neto
Resumo

A pesquisa pautou-se em uma abordagem geográfica associada ao clima urbano, baseado no Sistema do Clima Urbano (S.C.U.) e na produção do espaço geográfico, subsidiados pela perspectiva analítica da Geografia do Clima. Diante do acúmulo do custo ambiental como consequência das transformações decorrentes do acelerado e concentrado processo de urbanização e crescimento das cidades, estes trouxeram mudanças agressivas nas condições do ambiente natural, quais sejam ameaças naturais e/ou causadas pela ação humana. Dentre estes impactos, o clima urbano é efetivamente um fenômeno resultante desse processo ao modificar sobremaneira o ritmo de interrelação no sistema superfície-atmosfera (SSA). Tendo como recorte territorial de investigação as cidades paulistas de São Carlos, Marília e Presidente Prudente, esta pesquisa visou identificar como o clima urbano se constitui numa atmosfera particular em lugares com níveis de vulnerabilidade socioespacial e riscos distintos. A hipótese principal da tese foi a de que os diferentes níveis de criticidade e exposição aos riscos identificados são aplicáveis aos diferentes graus de tecnificação empregados nos diferentes territórios, ou seja, que o clima urbano passa a ser relativo e seletivo. O objetivo foi relacionar a configuração dos climas urbanos a partir da geração das ilhas de calor urbanas (ICU) à dimensão histórica de produção dos espaços urbanos. Identificando, para isso, o contexto espacial onde o perigo é produzido e a relatividade de ... (AU)

Processo FAPESP: 15/15444-7 - Risco climático e vulnerabilidade socioespacial: a produção do espaço urbano como indicador do (des)conforto térmico em cidades tropicais (São Carlos, Marília e Presidente Prudente)
Beneficiário:Camila Riboli Rampazzo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado