Busca avançada
Ano de início
Entree


Desenvolvimento de bromélias em ambientes protegidos com diferentes alturas e níveis de sombreamento

Texto completo
Autor(es):
Rocha, Pauletti Karllien
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Piracicaba. [2002]. 90 f., gráficos, ilustrações, tabelas.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Data de defesa:
Membros da banca:
Silva, Iran José Oliveira da; Labaki, Lucila Chebel; Ribeiro, Roberval de Cassia Salvador
Orientador: Silva, Iran José Oliveira da
Área do conhecimento: Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola
Indexada em: Banco de Dados Bibliográficos da USP-DEDALUS; Biblioteca Digital de Teses e Dissertações - USP
Localização: Universidade de São Paulo. Biblioteca Central da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz; ESALQ-BC/t635.93422; R672d; 79662
Resumo

O objetivo geral deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes alturas de ambientes protegidos e de diferentes níveis de sombreamento no cultivo de bromélias das espécies Aechmea fasciata e Guzmania lingulata. O experimento foi conduzido no período de 03 de abril de 2001 a 3 de abril de 2002, em dois ambientes protegidos, instalados, no sentido leste -oeste, na área experimental do Núcleo de Pesquisa em Ambiência (NUPEA), junto ao Departamento de Engenharia Rural, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, em Piracicaba, SP. Ambos os ambientes protegidos possuíam dimensões de 6,4m de largura por 17,5m de comprimento, com alturas diferenciadas, de 3,0m e de 3,5m. Esses ambientes possuíam cobertura plástica de polietileno de baixa densidade (PEBD), com 150m de espessura. A avaliação dos níveis de sombreamento aplicados às plantas no interior dos ambientes foi viabilizada pelo uso de telas de polipropileno de cor preta que proporcionaram sombreamentos de 18, 40, 60 e 80%. As mudas utilizadas no experimento foram obtidas através de micropropagação, e transplantadas para os vasos plásticos com uma idade aproximada de 90 dias em condições ex vitro. Avalio-se nos ambientes protegidos com diferentes alturas, a temperatura do ar, a umidade relativa, a temperatura de globo negro, a carga térmica radiante e a intensidade luminosa. Essa avaliação foi realizada pela leitura direta nos seguintes instrumentos: psicrômetros, termômetro de globo negro, anemômetro e luxímetro digital. Foram ainda realizadas coletas de dados de temperatura do ar, de umidade relativa e de radiação solar global, através de uma estação meteorológica automática. O desenvolvimento das plantas, sob os diferentes níveis de sombreamento e as diferentes alturas dos ambientes, foi avaliado através do número de folhas, da altura das plantas, da largura das folhas e do diâmetro da roseta... (AU)

Processo FAPESP: 00/01221-0 - Avaliação da influência de diferentes alturas de estufas e diferentes faixas de luminosidade no desempenho de bromélias (Aechmea fasciata Lindley (Backer))
Beneficiário:Pauletti Karllien Rocha
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado