Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeitos astrofísicos e astrobiológicos de Gamma-ray bursts

Autor(es):
Galante, Douglas
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo. [2009]. 107 f., gráficos, ilustrações, tabelas.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG)
Data de defesa:
Membros da banca:
Horvath, Jorge Ernesto; Pacheco, Eduardo Janot; Friaça, Amâncio César Santos; Lage, Claudia Alencar Santos; Wuensche, Carlos Alexandre
Orientador: Horvath, Jorge Ernesto
Área do conhecimento: Ciências Exatas e da Terra - Astronomia
Indexada em: Banco de Dados Bibliográficos da USP-DEDALUS
Localização: Universidade de São Paulo. Biblioteca do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG)
Resumo

O presente trabalho tem o objetivo principal de compreender os possíveis efeitos da radiação energética de um evento de Gamma-Ray Burst (GRB) sobre o meio interestelar no entorno de seu local de geração e em planetas possivelmente iluminados. Gamma-Ray Bursts foram detectados pela primeira vez nos anos 60 e rapidamente atraíram a atenção da comunidade astrofísica, uma vez que as energias emitidas apenas em γ poderiam exceder 10⁵erg, o equivalente a massa de repouso do Sol. Não se conhecia nenhum mecanismo tão eficiente para extrair energia gravitacional para produzir tal evento. Mais tarde, a possibilidade da emissão ser colimada abaixou a energia em γ para 5x10⁵°erg, mas o mecanismo central de geração ainda não foi completamente desvendado, havendo muito espaço para alternativas exóticas. Estudamos os efeitos de um GRB sobre o meio interestelar, em uma tentativa de distinguir os remanescentes do GRB do gerado por múltiplas supernovas. Usamos argumentos energéticos e sobre a possibilidade de alterações químicas e isotópicas devido a reações fotonucleares. Também trabalhamos com as implicações biológicas da iluminação de planetas por um GRB, concluindo que os efeitos de tais eventos podem alterar seriamente a biosfera de um planeta mesmo a distâncias de ~10kpc. (AU)

Processo FAPESP: 03/09394-0 - Evolução estelar e astrofísica dos surtos de raios gamma
Beneficiário:Douglas Galante
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado Direto