Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeito do Fornecimento Crônico de Leptina e da Nutrição na Maturação Sexual de Novilhas Zebuínas (Bos taurus indicus)

Texto completo
Autor(es):
Marina Vieira de Carvalho
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Pirassununga.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Data de defesa:
Membros da banca:
Luis Felipe Prada e Silva; Francisco Palma Rennó; Marcus Antonio Zanetti
Orientador: Luis Felipe Prada e Silva
Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar o fornecimento crônico de leptina recombinante ovina (oLeptina) e do nível de energia da dieta na idade, peso vivo (PV), escore de condição corporal (ECC) e composição corporal à puberdade, assim como avaliar seus efeitos no desenvolvimento dos folículos ovarianos e no consumo de matéria seca (CMS). Foram utilizadas 36 novilhas da raça Nelore, com média de 18 a 20 meses de idade, 276,1 ± 17,9 kg PV e ECC de 4,7 ± 0,46, distribuídas aleatoriamente em três tratamentos: A) Dieta de alta energia; B) Dieta de baixa energia, BL) Dieta de baixa energia com administração subcutânea de oLeptina. Os animais foram alojados de 2 baias coletivas de acordo com a dieta oferecida. As dietas foram formuladas para promover um ganho de peso médio diário (GMD) de 0,3 kg PV/dia e 1,0 kg PV/dia. O controle de consumo foi feito através da pesagem diária das sobras e manutenção dessas entre 5 e 10% do total oferecido. Os animais foram pesados e tiveram o ECC avaliado duas vezes por semana, para acompanhamento do GMD. Foi administrado 12 g de óxido de cromo/animal/dia por deglutição forçada por 10 dias, com coleta de amostras de fezes, dieta e sobras nos últimos 5 dias, para estimativa do consumo individual de MS e energia, através da determinação do cromo nas fezes e do FDNi nas fezes, dietas e sobras. O grupo BL recebeu 4,8 µg de oLeptina/kg PV, via subcutânea, duas vezes ao dia (6:00 e 18:00 horas) por 56 dias, enquanto os grupos A e B receberam 2 ml de solução salina. O diâmetro máximo do folículo dominante (FD) e a presença de corpo lúteo (CL) foram avaliados através de ultrassonografia transretal duas vezes por semana, até o momento da puberdade. No momento da ultrassonografia, foram coletadas amostras de sangue, por punção da veia jugular, para dosagem da concentração sérica de progesterona. A idade à puberdade foi considerada como a idade na primeira detecção de um CL, confirmado como sendo funcional por dosagem de progesterona acima de 1 ng/ml. Após a confirmação da puberdade os animais foram abatidos para estimativa da composição corporal, através da determinação do teor de água em cortes da 9a-10a-11a costelas. O maior teor de energia na dieta reduziu a idade e aumentou o ECC à puberdade (P<0,05). A leptina não teve efeito na idade, PV ou ECC à puberdade (P>0,05). Tanto o maior consumo de energia quanto a leptina aumentaram a velocidade de crescimento e determinaram maior diâmetro médio do FD (P<0,05), entretanto a velocidade de crescimento do FD do grupo BL voltou a diminuir, igualando-se à do grupo BL, após cerca de 30 dias de tratamento, comportando-se de forma quadrática à análise de regressão. O maior consumo de energia determinou maior teor de extrato etéreo e menores teores de proteína, matéria seca e matéria mineral no corpo vazio, além de maior espessura de gordura subcutânea e área de olho de lombo na carcaça (P<0,05). A aplicação de leptina não alterou a composição corporal das novilhas à puberdade (P>0,05). Não houve diferença no CMS (kg MS/dia) entre os grupos, entretanto o grupo A teve menor CMS em % PV, além de maior consumo de energia digestível, metabolizável e líquida para ganho (P<0,05). A leptina não reduziu o CMS das novilhas (P>0,05) tanto em kg MS/dia quanto em % PV. A energia acelera a obtenção da puberdade e altera a composição corporal à puberdade de novilhas zebuínas. A aplicação de leptina não acelerou a obtenção da puberdade de novilhas zebuínas em baixo consumo de energia, mas aumentou temporariamente a taxa de crescimento folicular desses animais. (AU)

Processo FAPESP: 07/06323-5 - Efeito do fornecimento crônico da leptina e da nutrição sobre a precocidade sexual de novilhas zebuínas (Bos indicus)
Beneficiário:Marina Vieira de Carvalho
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado