Busca avançada
Ano de início
Entree


Obtenção e caracterização filogenética de consórcio bacteriano utilizado em reator anaeróbio em batelada aplicado à produção de hidrogênio

Texto completo
Autor(es):
Sandra Imaculada Maintinguer
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Carlos.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de São Carlos
Data de defesa:
Membros da banca:
Maria Bernadete Amâncio Varesche Silva; Claudia Etchebehere Arenas; Eugenio Foresti; Valéria Maia de Oliveira; Isabel Kimiko Sakamoto
Orientador: Maria Bernadete Amâncio Varesche Silva
Resumo

O pré-tratamento a quente do inoculo associado ao controle do pH tem sido aplicado para selecionar bactérias produtoras de hidrogênio, como por exemplo, Clostridium sp. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho foi obter consórcio de bactérias anaeróbias produtoras de hidrogênio a partir de inóculo proveniente de lodo granulado de reator UASB, usado no tratamento de dejetos de suinocultura. Para tanto, foi realizado tratamento a quente do inóculo e, posterior, enriquecimento com diluições seriais visando obter consórcio anaeróbio. Foram utilizados 20% (v/v) desse consórcio como inóculo nos ensaios de determinação de gás hidrogênio em reatores com diferentes concentrações de sacarose e xilose. Os reatores anaeróbios (2 L) foram alimentados com sacarose e xilose, separadamente, em triplicata, a 37 graus Celsius, pH 5,5 e headspace com \'HE\' (100%) para as seguintes condições: (1) 630,0 mg sacarose/L; (2) 1184,0 mg sacarose/L; (3) 1816,0 mg sacarose/L, (4) 4128,0 mg sacarose/L, (5) 630,0 mg xilose/L; (6) 1341,0 mg xilose/L; (7) 1848,0 mg xilose/L e (8) 3588,0 mg xilose/L. A produção de \'H IND.2\' foi verificada em todos os reatores anaeróbios e não houve geração de metano. Os rendimentos de substrato a \'H IND.2\' para as condições (1), (2), (3), (4), (5), (6), (7) e (8) foram, respectivamente, 15% (1,2 mol \'H IND.2\'/mol sacarose), 20% (1,6 mol \'H IND.2\'/mol sacarose), 15% (1,2 mol \'H IND.2\'/mol sacarose), 4% (0,3 mol \'H IND.2\'/mol sacarose); 3,0% (0,2 mol \'H IND.2\'/mol xilose), 8,0% (0,5 mol \'H IND.2\'/mol xilose), 10,0% (0,6 mol \'H IND.2\'/mol xilose) e, 14% (0,8 mol \'H IND.2\'/mol xilose). Em todos os reatores foram detectados os ácidos acético e butírico e etanol. A morfologia predominante foi de bacilos Gram positivos e formadores de endósporos. Análises de clonagem e sequenciamento do consórcio bacteriano revelaram semelhanças com Clostridium, Burkolderia, Klebsiella e bactérias não cultivadas. A produção biológica de gás hidrogênio foi devida a consórcios de bactérias que estiveram presentes nas condições estudadas, identificados, principalmente, por espécies de, Clostridium sp., Clostridium acidotolerans e Klebsiella pneumoniae, reconhecidas como geradoras de \'H IND.2\' e ácidos voláteis. (AU)

Processo FAPESP: 04/15431-8 - Selecao de bacterias anaerobias produtoras de hidrogenio.
Beneficiário:Sandra Imaculada Maintinguer
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado