Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo das alterações da resposta vasodilatadora e vasoconstritora em aortas de ratas diabéticas e os mecanismos envolvidos.

Texto completo
Autor(es):
Simone Marcieli Sartoretto
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Zuleica Bruno Fortes; Maria do Carmo Pinho Franco; Luciana Venturini Rossoni
Orientador: Zuleica Bruno Fortes
Resumo

Trinta dias após a indução do diabetes, em aortas com endotélio (E+) de ratas diabéticas (DB), a Rmáx ao cloreto de potássio (KCl) foi reduzida e a resposta à noradrenalina (NA) foi semelhante as controles (CT). A retirada do endotélio (E-) potencializou a resposta ao KCl e NA, porém essa potencialização foi de menor magnitude em DB. A Rmáx à NA em aortas E+: não foi alterada após o seqüestro de ânion superóxido ou inibição da síntese de óxido nítrico (NO) em DB, nas CT esta resposta foi reduzida e aumentada, respectivamente, e foi reduzida apenas nas DB após o bloqueio dos receptores para endotelina (ET). A mobilização de cálcio (Ca2+) em resposta à NA foi reduzida em aorta E+ e E- de DB. Em aortas de ratas diabéticas, as alterações no aparato contrátil, como por exemplo. A redução da mobilização de Ca2+, podem ser responsáveis pela redução da resposta contrátil e a redução da modulação do NO sobre a resposta à NA ou o aumento da liberação de ET pelo endotélio podem ser os responsáveis pela manutenção da resposta à NA. (AU)

Processo FAPESP: 07/51935-9 - Participacao da pkc nas alteracoes da reatividade vascular em ratas diabeticas.
Beneficiário:Simone Marcieli Sartoretto
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado