Busca avançada
Ano de início
Entree


Influência do laser de CO2 associado ao fluoreto estanhoso no controle da erosão induzida por ácido clorídrico em esmalte de dentes decíduos-análise do desgaste e da permeabilidade

Texto completo
Autor(es):
Cristiane Tomaz Rocha
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Ribeirão Preto.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto
Data de defesa:
Membros da banca:
Silmara Aparecida Milori Corona; Luciano Bachmann; Lidiany Karla Azevedo Rodrigues; Sérgio Lima Santiago; Raquel Assed Bezerra da Silva
Orientador: Silmara Aparecida Milori Corona
Resumo

Diante da importância e prevalência da erosão em crianças, devido principalmente ao refluxo gastroesofágico e da ausência de estudos na literatura sobre os efeitos do laser de CO2 no controle da erosão induzida por ácido clorídrico, o objetivo deste estudo foi determinar a influência in vitro de diferentes potências do laser de CO2 associado ao fluoreto estanhoso a 0,4% no controle da erosão induzida por ácido clorídrico em esmalte de dentes decíduos, por meio da análise do desgaste e da permeabilidade. Sessenta dentes decíduos foram utilizados para a obtenção de 120 fragmentos de esmalte (3x3 mm). Os fragmentos foram planificados, polidos e montados em blocos de resina acrílica. Duas fitas adesivas foram colocadas na superfície, deixando uma área de 3x1mm2 exposta. Para a formação das lesões de erosão, os espécimes foram submetidos a um desafio ácido de 4 ciclos por 2 minutos cada, com solução de ácido clorídrico a 0,01 M (pH 2). A análise do desgaste inicial foi calculada por perfilometria óptica e usada para selecionar 104 espécimes. Estes foram aleatoriamente divididos em 8 grupos, de acordo com a aplicação de flúor (presente- gel de fluoreto estanhoso a 0,4% e ausente-controle) e potência do laser de CO2 (sem irradiação-controle, 0,5 W, 1 W, 1,5 W). Metade dos espécimes foram submetidos a uma única aplicação do gel fluoretado por 1 minuto com o auxílio de um microbrush. A irradiação com laser de CO2 foi realizada no modo ultrapulso, duração do pulso de 100µs e desfocado a uma distância de 4 mm do esmalte. Após a realização dos tratamentos, desafios erosivos sucessivos foram realizados durante 5 dias, utilizando o mesmo protocolo descrito anteriormente. A análise do desgaste final foi calculada por perfilometria óptica. Para análise da permeabilidade, os espécimes foram submetidos a um método de coloração histoquímica, utilizando-se soluções de sulfato de cobre e de ácido rubeânico. Da região delimitada, obtiveram-se secções que foram digitalizadas sob microscopia óptica e submetidas à avaliação da penetração de íons cobre em relação à espessura total do esmalte. Foram realizadas, em cada secção, cinco avaliações da penetração dos íons cobre, totalizando quinze leituras por espécime. Os dados da análise do desgaste foram submetidos a ANOVA a dois critérios e a interação entre os fatores aplicação de flúor e potência do laser de CO2 foi significativa (p = 0,046). Entretanto, pela análise da permeabilidade, a ANOVA a dois critérios não mostrou interação entre os fatores (p = 0,591). Efeito significativo do fator potência do laser de CO2 foi observado (p = 0,037), sendo que a potência de 1,5 W proporcionou aumento da permeabilidade do esmalte quando comparado a 0,5 W. A correlação entre as análises do desgaste e permeabilidade não foi significativa (p = 0,699). Conclui-se, pela análise do desgaste, que o laser de CO2 com 1W associado ao fluoreto estanhoso a 0,4% pode ser um método efetivo no controle da erosão induzida por ácido clorídrico em esmalte de dentes decíduos. A análise da permeabilidade não evidenciou sinergismo entre a aplicação de fluoreto estanhoso a 0,4% e as potências do laser de CO2. A potência do laser de CO2 de 0,5 W proporcionou menor permeabilidade no esmalte erodido quando comparada a de 1,5 W. A análise do desgaste não apresentou correlação com a análise da permeabilidade em esmalte de dentes decíduos submetidos a desafios erosivos por ácido clorídrico. (AU)

Processo FAPESP: 08/01256-0 - Influência do laser de co2 associado a uma fonte de fluoreto no controle da erosão em esmalte de dente decíduo - análise in vitro
Beneficiário:Cristiane Tomaz Rocha
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado