Busca avançada
Ano de início
Entree


Controle genético de mosquitos Culex quinquefasciatus

Texto completo
Autor(es):
Andre Barretto Bruno Wilke
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública
Data de defesa:
Membros da banca:
Mauro Toledo Marrelli; Margareth de Lara Capurro Guimaraes; Delsio Natal
Orientador: Mauro Toledo Marrelli
Resumo

O mosquito Culex quinquefasciatus é considerado praga urbana e tem a capacidade de se desenvolver em águas altamente poluídas atingindo elevada densidade. Mosquitos desta espécie possuem importância vetorial na transmissão de parasitas e arboviroses. Medidas de controle químico têm se mostrado ineficazes, além de serem altamente prejudiciais ao meio ambiente. Desse modo, novas tecnologias de controle foram desenvolvidas, entre elas o SIT (Sterile Insect Technique) que utiliza radiação para esterilizar machos e liberá-los no ambiente para copular com fêmeas selvagens. Posteriormente métodos genéticos baseados nessa técnica têm sido propostos. O sistema RIDL (Liberação de Insetos Carregando Gene Letal Dominante), consiste na integração de um gene letal dominante associado a um promotor específico de fêmea, dispensando a etapa de esterilização por radiação. Nesse processo os insetos recebem dieta suplementada com um repressor químico. A expressão do gene letal dominante é mantida desligada enquanto este repressor é adicionado ao meio das larvas. Para as amostras que estariam sendo preparadas para liberação, o repressor é retirado, e o gene letal dominante é ativado, causando a morte de todas as fêmeas, restando apenas machos para liberação. Os machos homozigotos para o gene letal seriam liberados para copular com fêmeas selvagens. A progênie seria heterozigota para o gene letal, porém somente os machos sobreviveriam. Parte crucial para o sucesso deste projeto foi a adaptação do método de microinjeção de embriões para a espécie Culex quinquefasciatus tornando possível a injeção dos transgenes LA513, LA882 e LA3653 com o objetivo de obtermos linhagens transgênicas. A obtenção de linhagens transgênicas com estas construções se mostraram mais laboriosa do que o previsto, dificultando a transgenia. Porém, as aplicações práticas em controle de vetores utilizando a técnica do RIDL são imensas e pode se tornar uma importante ferramenta do Manejo Integrado de vetores. (AU)

Processo FAPESP: 06/52738-0 - Obtenção de linhagens de mosquitos transgênicos Culex quinquefasciatus carregando um gene letal dominante
Beneficiário:André Barretto Bruno Wilke
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado