Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação hematológica, bioquímica e parasitológica de cães, naturalmente acometidos por leishmaniose visceral, submetidos a diferentes protocolos de tratamento

Texto completo
Autor(es):
Fabiana Augusta Ikeda
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Botucatu. 180 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Data de defesa:
Orientador: Raimundo Souza Lopes
Resumo

Com o objetivo de avaliar a resposta hematológica e bioquímica de cães portadores de leishmaniose visceral, submetidos a dois protocolos de tratamento; verificar a eficácia dos mesmos e avaliar a ocorrência de possíveis efeitos colaterais, foi realizada a presente pesquisa. Para tanto, foram utilizados dois grupos de sete animais cada, todos naturalmente infectados por Leishmania chagasi. O primeiro grupo foi submetido ao tratamento com o antimoniato de meglumina na dose de 75 mg/kg/12 horas, por via subcutânea durante 21 dias; e o segundo foram tratados com uma combinação do antimoniato de meglumina na dose 75 mg/kg/12 horas, por via subcutânea durante 21 dias e alopurinol na dose de 10 mg/kg/12 horas, por via oral durante 180 dias. Todos os cães utilizaram coleira antiparasitária, à base de deltametrina, e foram mantidos em um canil telado. Os animais foram submetidos a um exame físico completo e os dados anotados em fichas individuais. Em todos os animais, foram realizados hemograma completo, punção biópsia aspirativa de linfonodos e da medula óssea para pesquisa do parasita, urinálise e testes de função hepática e renal, em até sete momentos: M1- antes do tratamento; M2- 30 dias; M3- 60 dias; M4- 90 dias; M5- 120 dias; M6- 150 dias e M7- 180 dias após o início do tratamento. Após o término dos seis meses de observação (M7), todos os cães foram submetidos à eutanásia e realizados "imprints" do baço e fígado para a pesquisa do parasita. Com a instituição dos dois protocolos terapêuticos, todos os cães apresentaram remissão dos sintomas; entretanto, ao término do experimento, dois animais tratados somente com antimoniato de meglumina apresentaram recidiva do quadro clínico. Antes do início do experimento, observaram-se alterações hematológicas, urinárias e bioquímicas em oito cães, em decorrência das alterações... (AU)

Processo FAPESP: 02/11593-8 - Avaliacao hematologica, bioquimica e parasitologica de caes naturalmente acometidos por leishmaniose visceral submetidos a diferentes protocolos de tratamento.
Beneficiário:Fabiana Augusta Ikeda
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado