Busca avançada
Ano de início
Entree


β-glucano e vitamina C no desempenho produtivo e parâmetros fisiopatológicos em juvenil de tilápia do Nilo: nível de suplementação e tempo de administração

Texto completo
Autor(es):
Dario Rocha Falcon
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Jaboticabal. 146 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista. Centro de Aqüicultura.
Data de defesa:
Membros da banca:
Flávio Ruas de Moraes; Maria José Tavares Ranzani de Paiva; Wilson Massamitu Furuya; José Roberto Sartori
Orientador: Margarida Maria Barros; Ricardo de Oliveira Orsi
Resumo

O presente projeto constou de dois estudos com o objetivo de avaliar a inter-relação entre o imunoestimulante β-glucano e a vitamina C em dietas práticas para a tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). No Estudo – I foi avaliado, após 60 dias experimentais (primeira fase), o melhor nível de suplementação do β-glucano (0,1; 0,2; 0,4 e 0,8 % na dieta) e vitamina C (400 e 600 mg/kg da dieta) para desempenho produtivo, parâmetros hematológicos e imunológicos (determinação dos intermediários reativos do oxigênio e do nitrogênio), num delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 4 x 2, mais um tratamento controle sem suplementação do β-glucano e 125 mg de vitamina C/kg de dieta, totalizando nove tratamentos e quatro repetições. Após essa primeira fase, os peixes foram divididos em dois grupos. Um grupo foi submetido ao estímulo pelo frio e o outro ao desafio com Aeromonas hydrophila, avaliando-se os mesmos parâmetros da primeira fase, além da porcentagem de sobrevivência. No Estudo – II objetivou-se determinar o melhor tempo de administração de β-glucano e da vitamina C (45, 30, 15 e sete dias antecedendo os desafios) utilizando-se o melhor nível de inclusão do β-glucano e da vitamina C, obtidos no estudo I. Os desafios utilizados foram: estímulo pelo frio, estresse por transporte e desafio com Aeromonas hydrophila. Estes foram avaliados por meio dos mesmos parâmetros anteriores. Concluiu-se no estudo I que a suplementação de β-glucano e vitamina C não influenciam o desempenho produtivo da tilápia do Nilo; que a suplementação de 0,1% de β-glucano e 600,0 mg de vitamina C/kg da dieta determina melhores respostas imunológicas frente ao estímulo pelo frio e desafio com a bactéria Aeromonas hydrophila e que, níveis elevados de suplementação de β-glucano (0,4 e 0,8%) promovem redução dos parâmetros imunológicos avaliados, ... (AU)

Processo FAPESP: 03/07901-1 - Inter-relação entre o b-glucano e a vitamina C no desempenho produtivo e respostas fisiológicas da Tilápia do Nilo Oreochromis niloticus
Beneficiário:Dario Rocha Falcon
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado