Busca avançada
Ano de início
Entree


Análise comparativa das glândulas pós-faríngeas e sua participação na utilização de lipídeos pelas formigas (Hymenoptera : Formicidae)

Texto completo
Autor(es):
Carlos Massuretti de Jesus
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Rio Claro. 2014-06-11.
Instituição: Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Biociências. Rio Claro
Data de defesa:
Orientador: Odair Correa Bueno
Resumo

Uma característica típica das formigas e algumas vespas é a presença das glândulas pós-faríngeas, estrutura que se encontra somente nesses grupos de organismos, fato que deve ter contribuído para o seu sucesso evolutivo. Apesar dos primeiros estudos com as glândulas pós-faríngeas existirem há mais de 100 anos, somente nos últimos 20 elas tem recebido maior atenção dos pesquisadores. Assim, a presente pesquisa teve por objetivo realizar uma análise comparativa da morfologia das glândulas pós-faríngeas e verificar sua participação na utilização de lipídeos ingeridos por três espécies de formigas com padrões alimentares distintos. Para tal, foi realizado análise ultramorfologica e ultraestrutural das glândulas pós-faríngeas; quantificação da ingestão de lipídeos e carboidratos, e verificação do trajeto destes compostos pelo sistema digestório das operárias; análise autorradiográfica do processo de incorporação do ácido oléico marcado radioativamente pelas glândulas pósfaríngeas das operárias. Os resultados encontrados sugerem que cada uma das espécies apresenta uma particularidade: as glândulas pós-faríngeas de Camponotus vittatus podem ser um sítio de reserva energética para o indivíduo; as operárias de Atta laevigata deslocam parte dos lipídeos ingeridos para o intestino médio, evitando o seu acúmulo nas glândulas pós-faríngeas, ao passo que foram encontradas pela primeira vez dois tipos de células nas glândulas pósfaríngeas de Pachycondyla villosa. Além disso, o trajeto percorrido pelos alimentos hidrossolúveis no interior do sistema digestório das operárias compreende a cavidade infrabucal, papo e ventrículo. Enquanto que os lipídeos passam pela cavidade infrabucal, glândulas pós-faríngeas e papo, mas não atingem o ventrículo; com exceção de A. laevigata em que foram encontrados... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaix (AU)