Busca avançada
Ano de início
Entree


Ativação e diferenciação de monócitos humanos com GM-CSF in vitro para aquisição de atividade fungicida contra o Paracoccidioides brasiliensis : papel dos metabólitos do oxigênio e nitrogênio

Texto completo
Autor(es):
João Paulo Martins do Carmo
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Botucatu.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina.
Data de defesa:
Orientador: Ângela Maria Victoriano de Campos Soares
Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o papel do Fator Estimulador de Colônias de Granulócitos e Macrófagos (GM-CSF) sobre a atividade fungicida de monócitos/macrófagos humanos in vitro contra o Paracoccidioides brasiliensis. Monócitos do sangue periférico (MO) e macrófagos derivados de monócitos humanos (M∅) foram ativados com diferentes concentrações de GM-CSF e, após 18 horas de incubação, foram desafiados com uma cepa de alta virulência do P. brasiliensis (Pb18). Em seguida, as células foram avaliadas quanto à atividade fungicida, pela técnica de plaqueamento e após 7-10 dias, foi realizada a contagem das Unidades Formadoras de Colônias (UFC). O GM-CSF ativou MO e M∅ para atividade fungicida contra o P. brasiliensis em uma maneira concentração–dependente, principalmente na concentração de 125 U/mL. Uma vez detectado esse papel, MO e M∅ ativados com GM-CSF foram desafiados novamente com o Pb18, desta vez na presença de inibidores de H2O2 (CAT) e de NO (L-NMMA) e, em seguida, submetidos à dosagem dos níveis de H2O2 e NO, para avaliação dos mecanismos efetores envolvidos. Os resultados permitem afirmar que houve uma associação entre a atividade fungicida apresentada e os níveis de H2O2 liberados. Além disso, o efeito sobre a atividade fungicida foi inibido pela CAT, confirmando o papel da H2O2 nesse processo. Em contrapartida, LNMMA não apresentou o mesmo efeito, sugerindo que o NO não está envolvido. Com base nesses dados, o papel do GM-CSF sobre as células fagocitárias humanas nos mecanismos de defesa contra o P. brasiliensis é discutido. (AU)

Processo FAPESP: 00/12724-3 - Ativação e diferenciação de monócitos humanos com (GM-CSF) in vitro para aquisição de atividade fungicida contra o (Paracoccidioides brasiliensis), papel dos metabólitos do oxigênio e do nitrogênio
Beneficiário:Joao Paulo Martins Do Carmo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado