Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeitos da aplicação intravenosa do cloridrato sobre a concentração alveolar mínima do sevofluorano em cães

Texto completo
Autor(es):
Lídia Mitsuko Matsubara
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Botucatu. 2014-06-11.
Instituição: Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Medicina. Botucatu
Data de defesa:
Orientador: Valeria Nobre Leal de Souza Oliva
Resumo

Foi realizado estudo experimental em cães para avaliar os efeitos da infusão contínua da lidocaína, nas doses de 50 e 200 g/kg/min sobre a concentração alveolar mínima do sevofluorano, além dos efeitos cardiovasculares promovidos por essa associação. Foram utilizadas 08 cadelas, adultas, castradas, hígidas, sem raça definida, com peso médio de 15,96 ± 2,10 kg. Os animais foram alocados aleatoriamente, em três grupos experimentais participando do grupo controle, onde a anestesia foi realizada com o sevofluorano (GC) e do grupo onde a infusão contínua de lidocaína foi associada ao anestésico geral inalatório, na dose de 50 g/kg/min (GL50) ou 200 g/kg/min (GL200). A indução foi realizada com o sevofluorano na concentração inicial de 8% no vaporizador calibrado, através de máscara facial e a intubação foi efetuada. Após o período de estabilização de 40 minutos, em uma concentração entre 2,4 e 3%, foi administrado um bôlus de salina na dose de 0,1 ml/kg, seguido de infusão contínua da mesma solução na dose de 200 mg/kg/min no GC, no GL50 e no GL200 foi administrado um bôlus de lidocaína na dose de 2 mg/kg, seguido de infusão contínua de 50 mg/kg/min e 200 mg/kg/min. A concentração de sevofluorano foi então, reduzida para 2,6% no GC, 2,4% no GL50 e 1,8% no GL200. O pinçamento de cauda foi realizado durante 60 segundos ou menos, caso a resposta fosse positiva. Se a resposta fosse negativa, a concentração era reduzida em 0,2%, sendo o procedimento repetido até que o animal apresentasse resposta positiva para a determinação da CAM. Os parâmetros avaliados antes de cada estímulo doloroso foram: freqüência cardíaca e respiratória, pressões arteriais, pressão parcial de dióxido de carbono ao final da expiração, saturação de oxigênio na hemoglobina, concentração de sevofluorano expirado, temperatura retal, ECG, hemogasometria e dosagem da lidocaína plasmática. (AU)