Busca avançada
Ano de início
Entree


Desenvolvimento de sensor biomimético para determinação de captopril em amostras de interesse ambiental, biológico e farmacêutico

Texto completo
Autor(es):
Ademar Wong
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Araraquara. 110 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Quimica.
Data de defesa:
Membros da banca:
Flavio Santos Damos; Arnaldo Cesar Pereira
Orientador: Maria Del Pilar Taboada Sotomayor
Resumo

Eletrodos quimicamente modificados à base de pasta de carbono foram construídos para determinação de captopril, empregando catalisadores biomiméticos em potencial da enzima P450. O complexo que permitiu obter os resultados mais satisfatórios foi o bis(piridil)ftalocianinaferro (II) [Fe(dipy)Pc]. O sensor proposto foi avaliado em batelada e em sistema de análise por injeção em fluxo (FIA), e as condições de análise foram devidamente otimizadas empregando a amperometria. Em batelada obtiveram-se os melhores resultados aplicando potencial de 0,175 V vs Ag|AgCl(KClsat) e usando solução tampão TRIS 0,1 mol L-1 como eletrólito em pH 8,0. Nestas condições observou-se uma faixa linear de resposta para o sensor entre 25 e 165 μmol L-1; com uma sensibilidade de 2.315(±61) μA L mol-1 e um limite de detecção e quantificação de 0,9 e 3,1 μmol L-1, respectivamente. Em sistema em fluxo, os melhores resultados foram obtidos aplicando potencial de 0,100 V vs Ag|AgCl (KClsat) em solução carregadora de tampão TRIS 0,1 mol L-1 e pH 8.0, com volume de amostra injetado de 75 μL e vazão de 1,4 mL min-1. A faixa linear de resposta obtida no sistema em fluxo (FIA) foi entre 5,0 x 10-5 e 2,5 x 10-2 mol L-1, com uma sensibilidade de 210(±1) μA L mol-1 e uma reprodutibilidade menor que 4%, avaliado pelo valor do desvio padrão médio relativo (R.S.D.) para sete injeções consecutivas de solução padrão de captopril 2,5 x 10-3 mol L-1. A biomimeticidade do sensor foi estudada, assim como a seletividade e seus possíveis interferentes. O sensor biomimético foi aplicado na análise de formulações comerciais, amostras biológicas e ambientais (águas de rios e esgoto). Os resultados obtidos quando comparados com o método oficial de análise baseado na cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC), mostraram boa eficiência do sensor desenvolvido na quantificação do captopril (AU)

Processo FAPESP: 08/08035-0 - Construção de sensores biomiméticos para determinação de resíduos farmacêuticos em águas de plantas de tratamento de esgoto e de rios no Estado de São Paulo
Beneficiário:Ademar Wong
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado