Busca avançada
Ano de início
Entree


Absorção e mobilidade do boro em cultivares de algodão

Texto completo
Autor(es):
Julio Cesar Bogiani
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Botucatu. 89 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciencias Agronomicas (Campus de Botucatu).
Data de defesa:
Membros da banca:
Leonardo Theodoro Bull; Ederaldo José Chiavegato; Luiz Henrique Carvalho; Cassio Hamilton Abreu Junior
Orientador: Ciro Antonio Rosolem
Resumo

O boro é um micronutriente de grande importância para o crescimento e desenvolvimento das plantas. Este elemento tem baixa mobilidade no floema e é reconhecidamente o micronutriente cuja deficiência é mais comum no algodoeiro. Partindo-se da hipótese de existe diferença de resposta ao B entre cultivares de algodão, este trabalho teve como objetivo, estudar a absorção e mobilidade do boro disponibilizado via solução nutritiva, em três cultivares de algodão, bem como, a conseqüência de uma eventual deficiência do nutriente na fotossíntese das plantas. O experimento foi conduzido em condições de casa de vegetação e as plantas foram cultivadas em vasos contendo solução nutritiva. Os tratamentos foram constituídos de três cultivares de algodão (FMT 701, DP 604BG e FMX 993), e cinco doses de boro na solução nutritiva (0,0 – 2,5 – 5,0 – 10,0 e 20,0 μmol L-1). O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com quatro repetições em esquema fatorial com 3 cultivares x 5 doses. Foram feitas avaliações visuais dos sintomas de deficiência, durante todo o experimento, sendo os sintomas anotados e fotografados. As avaliações fisiológicas foram feitas quando as plantas atingiram o estádio de emissão do primeiro botão floral e foram repetidas após uma e quatro semanas após este estádio. As avaliações fitotécnicas e nutricionais foram feitas em quatro semanas, com a primeira iniciando uma semana após a o estádio de emissão do primeiro botão floral. Os resultados obtidos neste experimento levaram a concluir que: A época de aparecimento e a intensidade de sintomas de deficiência de boro entre cultivares de algodão é diferente. A cultivar DP604BG é inicialmente menos exigente em B, porém, há necessidade de maior disponibilidade de boro no meio nutritivo para evitar o aparecimento de deficiência. O crescimento do algodoeiro... (AU)

Processo FAPESP: 09/01774-4 - Absorção e mobilidade do boro no algodoeiro
Beneficiário:Julio Cesar Bogiani
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado