Busca avançada
Ano de início
Entree


Proposição de escala clínica para avaliação da dor em equinos

Texto completo
Autor(es):
Marilda Onghero Taffarel
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Botucatu. 106 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Data de defesa:
Membros da banca:
Antonio José de Araújo Aguiar; Carlos Alberto Hussni; Carlos Augusto Araújo Valadão; Renata Navarro Cassu
Orientador: Stelio Pacca Loureiro Luna
Resumo

A avaliação da dor na medicina veterinária é um desafio, especialmente pela ausência de comunicação verbal dos animais o que tem suscitado estudos para se avaliar os indicativos fisiológicos e comportamentais vinculados ao processo álgico. Objetiva-se com este trabalho validar e refinar uma escala para avaliação da dor aguda em equinos submetidos à orquiectomia. Para tal estudaram-se 24 animais distribuídos em quatro grupos: GA – animais anestesiados; GAA – animais anestesiados com analgesia prévia; GC – animais anestesiados e submetidos à orquiectomia com analgesia pós-operatória; GCA – animais anestesiados e submetidos à orquiectomia com analgesia prévia. Avaliaram-se, por meio de vídeos, os animais antes do procedimento cirúrgico ou anestésico (M1), quatro horas após a recuperação anestésica e antes da administração de analgésicos no GC (M2), duas horas após M2 (M3) e 24 horas após a cirurgia (M4). Quatro observadores encobertos e um avaliador considerado padrão-ouro, dada a maior familiaridade com a escala, avaliaram os vídeos dos quatro momentos por animal, em duas ocasiões distintas. Adicionalmente comparou-se escala proposta com as escalas analógica visual, descritiva simples e numérica. Determinou-se a sensibilidade e especificidade de cada item da escala, assim como a validade de construto, critério, responsividade e confiabilidade. A partir da análise estatística realizou-se o refinamento dos itens, com exclusão dos que não apresentaram sensibilidade e especificidade. As análises realizadas confirmaram a validade de critério e construto, porém a confiabilidade da escala foi apenas aceitável. O refinamento da escala resultou em um instrumento com menor número de itens, que necessita validação em estudos futuros (AU)

Processo FAPESP: 10/00786-6 - Validação de escala clínica para avaliação de dor em equinos
Beneficiário:Marilda Onghero Taffarel
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado