Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo da regulação de genes envolvidos na resposta a estresse oxidativo em Caulobacter crescentus.

Texto completo
Autor(es):
Maristela Previato
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Marilis do Valle Marques; Frederico José Gueiros Filho; Luis Eduardo Soares Netto
Orientador: Marilis do Valle Marques
Resumo

O estresse oxidativo, causado por níveis aumentados de espécies reativas de oxigênio (ROS), pode causar danos celulares. Várias enzimas, como as subunidades da alquil-hidroperóxido redutase (AhpC e AhpF) e as superóxido dismutases (SOD), são responsáveis por remover as ROS. Os mecanismos de regulação da expressão gênica de C. crescentus para os genes ahpC, sodA, sodB e sodC, foram analisados com fusões de transcrição ao gene repórter lacZ, permitindo a quantificação da expressão por ensaios da atividade de b-galactosidase, e RT-PCR quantitativo. As culturas foram cultivadas em meio PYE ou M2 e a expressão de cada gene foi avaliada na presença de peróxido de hidrogênio (H2O2), tert-butil hidroperóxido (tBOOH), paraquat, menadiona, pirogalol, FeSO4 ou DDPi. Em C. crescentus ahpC é induzido por peróxidos e regulado por OxyR. As SODs são induzidas principalmente por superóxidos, sodB e sodC possuem indução de fase na fase estacionária e possivelmente estão sob o controle do sigma J, enquanto o gene sodA é regulado por sigma F e sigma J. (AU)

Processo FAPESP: 11/04580-6 - Estudo da regulação de genes envolvidos na resposta a estresse oxidativo em Caulobacter crescentus
Beneficiário:Maristela Previato Mello
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado